Venezuela Colômbia pede a CIDH que interceda para investigar Maduro

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 27/08/2019 08:19 Atualizado em:

Venezuelan Presidency/Marcelo Garcia/AFP
Venezuelan Presidency/Marcelo Garcia/AFP
O presidente da Colômbia, Iván Duque, pediu na segunda-feira (26) à Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) que interceda para que se investigue internacionalmente o que considera "crimes da ditadura" de Nicolás Maduro.

Duque dirigiu sua petição aos juízes durante a abertura do período extraordinário de sessões da CIDH na cidade de Barranquilla, que se prolongará até 6 de setembro.

"O chamado respeitoso é de que relatos que se conhecem (...) possam servir também para que a Corte Interamericana de Direitos Humanos possa transmitir sua preocupação ao Tribunal Penal Internacional e pedir que se adiante uma investigação formal para que não continuem acontecendo mais crimes diariamente na Venezuela", declarou o presidente.

Para Duque, a corte deve assumir a liderança para que Maduro enfrente uma investigação da justiça internacional.

O presidente colombiano já recorreu ao Tribunal Penal Internacional (TPI) em sua cruzada contra o governo venezuelano.

Em setembro de 2018, Duque e líderes de Argentina, Canadá, Chile, Paraguai e Peru enviaram uma carta à procuradora do TPI pedindo que investigue Maduro e seus colaboradores por supostos "crimes contra a humanidade".


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.