Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Mundo

igreja

Ex-embaixador do Vaticano acusa o papa de 'mentir descaradamente'

Por: AFP

Publicado em: 10/06/2019 18:13 | Atualizado em: 10/06/2019 18:20

Ex-arcebispo acusa Francisco de "mentir descaradamente" ao negar te conhecimento de acusações de abuso sexual contra cardeal americano -  Foto: Arquivo/Agência Brasil
Um crítico de longa data do Vaticano quebrou meses de silêncio nesta segunda-feira ao acusar o papa Francisco de "mentir descaradamente" ao negar ter conhecimento das acusações de abuso sexual contra um cardeal americano.

Carlo Maria Vigano, um ex-arcebispo que foi embaixador do Vaticano nos Estados Unidos, disse ao jornal The Washington Post em uma série de e-mails que Francisco e seu predecessor, Bento XVI, deveriam esclarecer o que sabiam sobre os supostos abusos cometidos durante décadas pelo ex-cardeal Theodore McCarrick.

É "imensamente triste" que Francisco "minta descaradamente a todos para encobrir seus erros" na alegada proteção de McCarrick, disse, reiterando declarações anteriores de que advertiu o papa em 2013 sobre McCarrick.

"Como alguém, especialmente um papa, poderia esquecer isso?", questionou, de acordo com o Post.

Vigano, um conservador que abalou o Vaticano com acusações de corrupção e abuso nos mais altos níveis, desapareceu em agosto passado depois de lançar uma mensagem de 11 páginas de ataques a Francisco e Bento XVI sobre McCarrick. 

Nessa carta ele disse que alertou os líderes da Igreja em 2006 sobre as denúncias envolvendo McCarrick. As acusações só foram divulgadas em 2018.

Ele também escreveu sobre "redes homossexuais" profundamente enraizadas que "estrangulam toda a Igreja".

Vigano, que é apoiado por uma facção eclesiástica ultraconservadora nos Estados Unidos, pediu ao papa que renunciasse por causa de seu suposto silêncio. 

Francisco rejeitou as críticas e negou que estava ciente das transgressões cometidas por McCarrick. 

Vigano, de 78 anos, cujas acusações de corrupção no Vaticano em 2012 provocaram o escândalo "Vatileaks", não revelou ao Post onde está vivendo desde que se aposentou da Igreja.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
João e os 50 anos de colunismo social
Comerciantes e moradores da várzea pedem por saneamento básico
Saúde bucal na adolescência
Primeira Pessoa com Wladimir Reis
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco