Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Mundo

Atentado

Protestos em Cartum, no Sudão, deixam cinco mortos

Publicado em: 13/05/2019 22:51 | Atualizado em: 13/05/2019 22:57

Um oficial e quatro manifestante morreram na noite desta segunda-feira (13) quando desconhecidos atiraram durante um protesto diante do Quartel General do Exército sudanês em Cartum, informaram o Conselho Militar e fontes médicas.

"Elementos não identificados, que quiseram sabotar as negociações entre as duas partes, tentaram se unir ao protesto [...] e alguns homens abriram fogo, matando um oficial da polícia", anunciou o Conselho Militar, acrescentando que três soldados e vários civis ficaram feridos.

Já o comitê de médicos ligado ao movimento de protesto informou que quatro manifestantes morreram por disparos em Cartum nesta segunda-feira.

Um dos manifestantes morreu diante do QG do Exército, segundo o comitê de médicos, que não informou onde ocorreram os demais óbitos.

Segundo fontes próximas ao movimento de contestação, um jovem foi morto "por milicianos do antigo regime que tentavam dispersar" os manifestantes concentrados diante do QG do Exército.

Representantes dos manifestantes e dos militares no poder retomaram nesta segunda-feira suas negociações, após um entendimento sobre as estruturas de transição.

Até o momento, as duas partes divergiam principalmente sobre a composição de um Conselho Soberano para substituir o Conselho Militar que assumiu o controle do país após a queda do presidente Omar Al Bashir, em 11 de abril.

Desde a noite de domingo (12), os manifestantes bloqueiam uma grande avenida de Cartum, a Nilo, após acusarem os militares de fechar a ponte que dá acesso ao QG do Exército.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Cavani Rosas e o percurso entre a ciência e o sobrenatural
In Set com Alessandra Pires
Tecnologia e inovação aplicadas à educação
Moradores cobram inauguração da Upinha Rio da Prata
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco