Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Moda

Carnaval

Carnaval 2019: moda pernambucana aposta em empoderamento e sustentabilidade

Peças que podem ser usadas depois do carnaval protagonizam coleções autorais em Pernambuco, onde fantasias místicas e de mulheres fortes devem predominar

Publicado em: 25/02/2019 17:19 | Atualizado em: 25/02/2019 17:20

A marca pernambucana Viva Yemanjah é destaque na safra carnavalesca deste ano, com peças que também podem ser usadas depois da folia. Foto: Divulgação
A marca pernambucana Viva Yemanjah é destaque na safra carnavalesca deste ano, com peças que também podem ser usadas depois da folia. Foto: Divulgação ()

Nas imediações do Mercado de São José, no Centro do Recife, as fantasias de super-heróis, personagens de desenho animado e figuras tradicionais do imaginário popular dominam as ruas. Neon e brilho se derramam sobre os acessórios. Arranjos de cabeça, fitas, pompons, coroas e chapéus coloridos chamam a atenção de quem circula pelo local, por onde se pode mapear algumas das principais tendências para o carnaval. Os comerciantes apontam que os figurinos de marinheiro e pirata, entre outros curingas, renovaram sua popularidade por serem atemporais: podem ser resgatados nos próximos anos e compor um acervo definitivo para a festa. O apelo nasce da mesma versatilidade que permeia a safra carnavalesca deste ano na moda pernambucana, marcada por entidades místicas, referências históricas e peças funcionais.

O pernambucano Walério Araújo assina coleção para a Loungerie. Foto: Divulgação
O pernambucano Walério Araújo assina coleção para a Loungerie. Foto: Divulgação ()
“Não faz sentido pensar em modelos descartáveis, que servirão apenas para aquele mês específico”, explica Claudia Renda, que comanda a marca Viva Yemanjah ao lado de Beatriz Beltrão. Criado com proposta slow fashion, o selo incentiva o consumo consciente e produziu coleção multifuncional: os bodies se transformam em maiôs, enquanto os pareôs podem ser usados como cangas ou saias transpassadas. Inspiradas na Commedia dell'arte e nas origens da festa, as peças remetem a ícones como Pierrot, Colombina e Arlequim, mesclando tons de vermelho, rosa, azul, amarelo, preto e branco.  “Acreditamos em moda com propósito, moda como conexão entre o ser humano e a natureza, e temos descoberto que o caminho para isso é muitas vezes mais simples do que se imagina”, defende Beatriz. A proposta é reforçada por outras marcas locais independentes - cujos bodies, t-shirts e vestidos valem para o ano todo – e dialoga com algumas das principais inclinações do futuro da moda, cada vez mais alinhada com o conceito de sustentabilidade.

A marca Jardim Mon Dieu, cujo editorial valoriza a cultura popular pernambucana. Foto: Divulgação
A marca Jardim Mon Dieu, cujo editorial valoriza a cultura popular pernambucana. Foto: Divulgação ()

Na esteira da tendência, camisetas estampadas vem ganhando as vitrines e ruas desde as primeiras prévias: como vantagem, podem ser aproveitadas para composições mais informais do dia a dia, passada a temporada de carnaval. É uma aposta reforçada pela ascensão da moda sem gênero e pela força da cultura popular pernambucana, evidentes em marcas como a Jardim Mon Dieu. “As divindades Jardim Mon Dieu são plurais, sem interesse por rótulos, amarras, fronteiras e julgamentos. A inspiração é a liberdade, a atitude”, explica Paola Araújo, à frente da marca, cujo editorial de carnaval foi ambientado no Mercado da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife, a fim de capturar a pluralidade cultural local.

Nomes estrangeiros marcantes da história e entidades místicas também ganharam protagonismo, sendo destaque de marcas como Caju Artigos, Juana Moura e Laurinha Marinho Acessórios. Mulheres fortes e enigmáticas – como Cleópatra e Frida Kahlo – se misturam à mitologia grega e ao folclore nordestino nos adereços da Caju, assinados por Letícia e Clarissa Veloso. Juana, por sua vez, aposta em maxi brincos, arranjos de cabeça, mix de pulseiras e delineadores adesivos reunidos sob o tema Deusas da natureza. No cenário nacional, mais intercâmbios: o estilista pernambucano Walério Araújo assina coleção de bodies e adereços para a Loungerie, com os temas Mulher Gato, Zebra, Policial e Cassino de Las Vegas.

A Caju Artigos dá protagonismo a entidades místicas, misteriosas e, ainda, a mulheres históricas - como Frida Kahlo. Foto: Divulgação
A Caju Artigos dá protagonismo a entidades místicas, misteriosas e, ainda, a mulheres históricas - como Frida Kahlo. Foto: Divulgação ()


>> BELEZA QUE BRILHA
Para o carnaval, brilho: marcas locais como a Contém Glitter e a Vamo Brilhar têm se destacado com dezenas de opções de glitter para a temporada. “O que vai bombar no nosso carnaval é o glitter. Já ganhou muito destaque no ano passado, mas não como terá neste ano. Glitter de todas as cores, glitter biodegradável, que não agride o meio ambiente. Além disso, as pedras e cristas continuam em alta. E as tintas em tons neons, que podem surgir em pinturas no rosto ou por todo o corpo, dependendo da fantasia”, opina o maquiador Djalma Miranda.

O glitter vem dominando os carnavais e ganhou versões biodegradáveis. Foto: Contém Glitter/Divulgação
O glitter vem dominando os carnavais e ganhou versões biodegradáveis. Foto: Contém Glitter/Divulgação ()


>> MAQUIAGEM COM ÚNICO PRODUTO
E para quem procura por uma produção feita com um único produto, o delineador pode ser uma boa resposta. Ideal para eles e elas. “Podemos usar somente um delineador preto em gel ou caneta. A dica é seguir o formato do côncavo, o 'afundado' do olho, e apoiar o braço numa superfície plana para ter estabilidade no traço. A ideia é criar um look não tão óbvio, que seja mais dark e sexy. O que talvez não seja a primeira ideia para o carnaval, mas é perfeita porque conta uma história dentro da fantasia”, explica o maquiador Mateus Rodrigues, o Phyno. Ele indica complementar a produção com um gloss transparente sobre os lábios.

O maquiador Mateus Rodrigues dá dicas de como produzir uma maquiagem com único produto. Foto: Divulgação
O maquiador Mateus Rodrigues dá dicas de como produzir uma maquiagem com único produto. Foto: Divulgação ()



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Diabetes pode afetar a visão e provocar cegueira
Maduro: atitude passiva das autoridades policiais brasileiras
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco