Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Gastronomia

Regional

Receitas com toques conceituais

Talentosos chefs revisitam a culinária local transformando sabores conhecidos com técnicas internacionais

Publicado em: 13/01/2020 10:38 | Atualizado em: 13/01/2020 11:32

O Croquete de cupim com aioli da casa e vinagrete do Arvo Restaurante (Peu Hatz)
O Croquete de cupim com aioli da casa e vinagrete do Arvo Restaurante (Peu Hatz)

A culinária regional é elevada a novos patamares pelas mãos de dois chefs que transformaram os ingredientes pernambucanos através de suas técnicas, construindo sabores e experiências sensoriais. Uma das novidades gastronômicas do momento é o Arvo Restaurante, concretização da parceria entre o empresário Eduardo Freyre e o chef Pedro Godoy, que já trabalham juntos há alguns anos. Em casarão no bairro do Torreão, com mesas postas no quintal, eles oferecem cardápio de comida caseira com produtos colhidos da horta própria, além de drinques autorais.

Com experiência por cozinhas em restaurantes da Austrália, Tailândia, Bali e Indonésia, Pedro Godoy apresenta receitas versáteis, extraindo os melhores sabores. “Nossa proposta é valorizar a culinária regional e trazer pratos mais famosos dando o nosso toque”, aponta. O menu é enxuto que para que o chef possa empregar todo cuidado em cada preparo. Entre eles, a Carne de sol (com pirão de leite, feijão tropeiro, arroz e queijo coalho empanado, R$ 74), Arrumadinho de charque (com mix de feijões e milho verde e farofa de cuscuz, R$ 58) e a famosa Moqueca de camarão e peixe frito (base de maracujá, farofa de banana da terra, arroz branco com hortelã e coco queimado, R$ 85), todos pratos que servem duas pessoas.

A sobremesa de bolo de rolo e sorvete de paçoca. A moqueca à base de molho de  maracujá (Peu Hatz)
A sobremesa de bolo de rolo e sorvete de paçoca. A moqueca à base de molho de maracujá (Peu Hatz)
“Na nossa moqueca trocamos o dendê pelo maracujá, que deixa a receita mais cítrica e leve”, explica. O toque especial fica com as PANCs (plantas alimentícias não convencionais) da horta do Arvo, onde foram plantadas cerca de 50 espécies distintas. “Cultivamos hortaliças que não são facilmente encontradas no mercado. Entre elas as flores comestíveis, orégano fresco, menta, tomilho-limão, jambu e muitas outras especiarias”, completa.

Situado no coração do Recife Antigo, o novo Cais Rooftop, comandado pelos sócios Thiago e Rafael Figlioulo, Gustavo Satou, Julio Maciel, Oscar Gundes e Jason Vieira, funciona na cobertura do Museu Cais do Sertão e reúne o que há de melhor no Recife. Em dois ambientes, aproveitou paisagens do bairro do Recife com visão privilegiada para o sunset. O cardápio reflete a vivência do chef Renato Valares, natural de São José do Egito, no Sertão Pernambucano, em seus 15 anos de trajetória, que carrega uma identidade sertaneja. Nos belisquetes, apostou no Capitu (bolinho de rabada, chutney de manga com semente de mostarda, R$ 36) e Sinhá Vitória (pastel de festa de carne marroquina grelhado e molho ponzu, R$ 32). “A brincadeira foi trazer um pouco do Brasil pra cá. Mesclando o que temos no Nordeste com gastronomia internacional”, aponta. Nos preparos, Renato utiliza tucupi defumado trazido do Pará e o azeite de coco do babaçu, do Maranhão, entre outros segredos.

O Baião de Dois do mar do Cais Rooftop (Peu Hatz)
O Baião de Dois do mar do Cais Rooftop (Peu Hatz)

Os pratos principais levam nomes de músicas de Gonzagão, o grande anfitrião do museu. A exemplo do Baião de Dois (arroz vermelho do mar com camarão, polvo, mexilhões e aratu, tucupi e farofa de feijão de corda, R$ 65) e Frutos da terra (carne de sol na crosta de mascavo, molho de cebola na manteiga com poivre brasileiro, macaxeira, milho e jerimum fritos e farofa do reino, R$ 45). Já as sobremesas, carregam as regionalidades como o De Repente Toinho (camadas de bolo de rolo intercalada com creme de queijo do reino e sorvete de paçoca, R$ 28).

Serviço

Arvo Restaurante (Rua Djalma Farias, 170, Torreão)
Informações: @arvorestaurante

Cais Rooftop (Cais do Sertão, Avenida Alfredo Lisboa, bairro do Recife)
Informações: @caisrooftop
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Estados Unidos podem ser novo epicentro do vírus
Coronavírus em Pernambuco - resumo de 24/03/2020
Moda: aproveite o tempo em casa para desenvolver seu estilo pessoal
Chefe da ONU pede cessar-fogo imediato e global diante do avanço do coronavírus
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco