Diario de Pernambuco
Busca

ENEM DOS CONCURSOS

Concurso Nacional Unificado: número de vagas sobe após adesão do Inep

Com a entrada do Inep, são 21 órgãos e entidades que participarão do novo modelo de concurso. Agora, serão ofertadas 6.640 vagas

Publicado em: 20/10/2023 16:12

As vagas serão agrupadas por blocos temáticos, de acordo com a sua natureza e complexidade (foto: Jáder Rezende/CB/D.A.Press)
As vagas serão agrupadas por blocos temáticos, de acordo com a sua natureza e complexidade (foto: Jáder Rezende/CB/D.A.Press)

O número de vagas ofertadas no Concurso Nacional Unificado subiu para 6.640 após o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aderir ao novo modelo de certame. Antes, o "Enem dos concursos" previa abrir 6.590 oportunidades. 

 

Com a entrada do Inep, são 21 órgãos e entidades que participarão do novo modelo de concurso. As vagas serão agrupadas por blocos temáticos, de acordo com a sua natureza e complexidade. No momento da inscrição, os concurseiros optarão por um dos blocos das áreas de atuação disponíveis.

 

A ideia do MGI é criar algo similar ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que é aplicado simultaneamente em todo o país e distribui os aprovados em diferentes universidades. O CNU será dividido em duas partes, por meio de provas objetivas, com matriz comum a todos os candidatos, e de provas específicas e dissertativas por blocos temáticos, de acordo com a área escolhida pelos participantes. As duas partes do exame serão realizadas no mesmo dia. No momento da inscrição, os candidatos deverão optar por um dos blocos das áreas de atuação governamental disponíveis no certame.

 

A expectativa é de que as provas sejam aplicadas em 179 municípios brasileiros em 25 de fevereiro de 2024 e a publicação dos resultados gerais ocorra até o fim de abril do próximo ano. O conteúdo que será avaliado nas provas será detalhado no edital do concurso, cuja publicação está prevista para o próximo dia 20 de dezembro. A expectativa do Ministério da Gestão é que os novos servidores federais tomem posse até agosto de 2024.

 

 

Confira os órgãos que participarão do Concurso Nacional Unificado (CNU): 

 

  • Funai: 502;
  • Incra: 742;
  • Mapa: 520;
  • MGI e transversais: 1.480;
  • Ministério da Saúde: 220 vagas;
  • Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 900 vagas;
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq): 30 vagas;
  • Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC): 110 vagas;
  • Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc): 40 vagas;
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel): 40 vagas;
  • Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS): 35 vagas;
  • IBGE: 895 vagas;
  • Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP): 130 vagas;
  • Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI): 296 vagas;
  • Ministério da Cultura (Minc): 50 vagas;
  • Advocacia-Geral da União (AGU): 400 vagas;
  • Ministério da Educação (MEC): 70 vagas;
  • Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC): 40 vagas;
  • Ministério dos Povos Indígenas (MPI): 30 vagas;
  • Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO): 60 vagas;
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep): 50 vagas.  
 
 
Confira as informações no Correio Braziliense 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL