Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

DESEMPENHO

PIB de Pernambuco registra alta de 2,3% entre os meses de abril e maio

Publicado em: 20/07/2021 15:46

No ajuste sazonal, maior crescimento ficou com a indústria, 2,7% (Ricardo Almeida/ANPr)
No ajuste sazonal, maior crescimento ficou com a indústria, 2,7% (Ricardo Almeida/ANPr)
Com crescimento de 2,3% entre os meses de abril e maio, o resultado do PIB pernambucano, divulgado nesta terça-feira (20) pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem), apontou que a economia estadual se mantém em recuperação. Dos três segmentos que compõem o PIB, apenas um registrou retração no ajuste sazonal, a agropecuária, com -1,1%. Já a indústria, cresceu 2,7% no mesmo período, seguida pelo setor de serviços, com avanço de 2,0%. 

No acumulado do ano, a variação também é positiva, com elevação de 5,6%. A indústria  também é destaque na série, com alta 17,3%, seguida pela agropecuária, que registrou crescimento de 10,1% e o setor de serviços, que cresceu 2,4%. Para o diretor de Estudos e Pesquisas da Agência Condepe/Fidem, Maurílio Lima, os resultados positivos apontam que o desempenho da economia do estado neste ano poderá superar o resultado que foi previsto inicialmente. 

“Isso fortalece mais a previsão de crescimento, já que, apesar de altos e baixos que possam ocorrer durante o ano, os resultados garantem 3% de alta ou até mais. É preciso observar que a tendência é que o 3º e o 4º semestre sejam melhores, principalmente porque o setor de serviços apresenta resultados positivos na maioria dos indicadores”, afirmou Maurílio.

Na comparação com maio de 2020, a alta do produto interno bruto do estado foi de 11,5%. Em relação ao mesmo período do ano passado, a indústria foi o setor com o maior crescimento, 35%, seguida pelo setor de serviços, com alta de 6,7% e a agropecuária, que avançou 4,2%. Já no acumulado dos últimos 12 meses o crescimento do PIB no estado foi de 2,2%. Dos três setores, o que registrou maior alta nesse período foi a agropecuária, 15,4%. 

Para Maurílio, os números apontam que a recuperação poderá superar as perdas acumuladas no ano passado. “De maio para abril do ano passado tivemos um dos maiores baques da economia do estado. A recuperação começou no segundo semestre e continuou. O resultado de maio mostra que estamos realmente em recuperação, que deverá ser acima das perdas do ano passado”, observou.

O diretor de estudos também destaca o bom desempenho do setor de serviços, que tem o maior peso na economia estadual, 75%. “Ele foi o maior afetado com a pandemia, mas as pesquisas estão mostrando uma boa reação do comércio e do turismo em Pernambuco. Com o avanço da vacinação, mais coisas estão abrindo e voltando a funcionar. A expectativa é de que, quando chegar o verão, o turismo dê um impulso, o que terá consequência no setor de serviços”, concluiu. 
TAGS: alta | pernambuco | pib |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
EUA planejam abrir fronteiras para vacinados
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Doriel Barros (PT), Fernando Murta e Elmo Santos
Homem com granada mobiliza polícia de Kiev
Manhã na Clube: entrevistas com Eduardo Leite (PSDB),  Sérgio Montenegro e Joaquim Francisco
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco