Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

PETROBRAS

Bolsonaro nega interferência na Petrobras, mas diz que política de preço pode mudar

Publicado em: 07/04/2021 17:08

 (Foto: EVARISTO SA / AFP)
Foto: EVARISTO SA / AFP
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (7) que é "inadmissível" o reajuste do gás pela Petrobras em 39%, conforme anunciado no começo da semana. O mandatário negou interferência na petrolífera, mas afirmou que a política de preços pode mudar. Ele ainda pregou que é necessário previsibilidade nos preços. A fala ocorreu durante cerimônia de posse simbólica do diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, o general João Francisco Ferreira, que contou com a presença do general Silva e Luna, escolhido para assumir a estatal.

"Ao Silva e Luna, liguei há poucos dias e perguntei se ele aceitava o desafio. E falei: a barra é pesada. Você vai entrar numa empresa que precisa cada vez mais se entender. A maior estatal do Brasil, que é responsável pela nossa energia, o petróleo. Ele aceitou de pronto. Anunciei à noite a mudança porque dia 20 passado expirava o prazo do diretor anterior. Fomos de novo atacados como interferindo na estatal. As ações caíram. O dólar subiu um pouco mais. Isso influencia no preço final do combustível aqui no Brasil, mas ele sabe que é uma empresa que mais que transparência, tem que ter previsibilidade", apontou.

Ele falou sobre o aumento no gás. "É inadmissível se anunciar agora, o velho presidente ainda, um reajuste de 39% no gás. Inadmissível. Que contratos são esses? Que acordos foram esses? Foram feitos pensando no Brasil? Num período de três meses? Não vou interferir. A imprensa vai dizer o contrário, mas podemos mudar essa política de preço lá", destacou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 19/04
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Resumo da semana: STF mantém anulações de sentenças contra Lula, mais jovens em UTIs e CPI da Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco