Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Apoio

FCA vai instalar hospital de campanha em Goiana

Publicado em: 01/04/2020 08:00

Unidade será instalada na Upae e contará com 100 leitos. (Foto: Bruno Silveira/Divulgação)
Unidade será instalada na Upae e contará com 100 leitos. (Foto: Bruno Silveira/Divulgação)

A rede de solidariedade de apoio ao combate ao coronavírus alcança até mesmo empresas que estão sentindo os impactos negativos da disseminação da Covid-19. Mesmo com a produção paralisada até o próximo dia 21, a Fiat Chrysler Automóveis (FCA) tem feito um planejamento para manter os empregos epara retomar as suas atividades. Em meio a isso, anunciou ontem um programa de suporte às medidas que estão sendo adotadas no Brasil. Pernambuco e Minas Gerais, que contam com plantas automotivas, serão diretamente beneficiados com as ações, que vão atuar em três frentes: contribuições para a instalação de hospitais de campanha em Goiana (PE) e Betim (MG), uso da expertise e recursos da companhia para a produção e oferta de itens hospitalares altamente estratégicos neste momento e doações e comodato de recursos e materiais diversos para apoio à área da saúde.

O hospital de campanha de Goiana será instalado na Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE) e contará com 100 leitos, sendo três em sala vermelha e outros 97 em enfermaria, além de dez consultórios e uma sala de triagem. O prédio conta ainda com posto de enfermagem, sala de inalação, sala de administração, banheiros e vestiários, centro de material e esterilização e sala de espera. A previsão é que o hospital comece a funcionar na segunda quinzena de abril. "O espaço e a infraestrutura serão nossos e a força de trabalho médica será do estado", explica Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina.

A segunda ação visa a mobilização não só de recursos, mas também de profissionais e expertise para alavancar e acelerar a produção de ventiladores pulmonares no Brasil, buscando diminuir os gargalos na produção, como na parte de logística. Um grupo de engenheiros da FCA foi capacitado, em parceria com o Senai, para fazer a manutenção em respiradores que estão sem funcionar. São 275 inoperantes só em Pernambuco e na Paraíba. Além disso, as fábricas de Goiana e Betim vão produzir equipamentos de proteção. "Separamos todas as nossas impressoras 3D para, nos próximos três meses, produzir escudos de plástico para usar no rosto, é um elemento que está faltando muito no Brasil e vamos disponibilizar para o sistema de saúde. Serão duas mil unidades, mas se precisar de mais, vamos fazer", ressalta Filosa.

A FCA, em parceria com os fornecedores Faurecia, Revestcoat e Prima Sole, empresas do Parque de Fornecedores localizado no perímetro do Polo Automotivo Jeep, em Goiana, fizeram a doação de equipamentos de proteção individual para utilização pelos profissionais de saúde em Pernambuco. E o grupo disponibilizou, em regime de empréstimo por comodato, 125 veículos para os governos de Pernambuco e de Minas Gerais e prefeituras de Belo Horizonte e Betim para dar apoio às ações do poder público.

O montante aportado na ações de ajuda no combate ao coronavírus são além do plano de investimentos anunciado pela FCA até 2024, de R$ 7,5 bilhões. "Esse é só o começo, no Brasil o problema ainda vai escalar e vamos de que forma podemos ajudar a incluir novas iniciativas. Não temos como estimar quanto é porque estamos trabalhando por projeto, mas sabemos que isso não é um investimento, é uma ação solidáriae não esperamos retorno disso", garante.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Entrevista com o governador Paulo Câmara
Um milhão de doses da CoronaVac chegam em São Paulo
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/12
Vídeo mostra confusão envolvendo agentes da CTTU em Santo Amaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco