Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

NO BAIRRO TEM

Plataforma permite busca por comércio e produtos na RMR

Publicado em: 31/03/2020 15:42 | Atualizado em: 31/03/2020 16:13

Ela permite que comerciantes cadastrem-se informando os produtos que comercializam para que a população em geral, também gratuitamente, possa buscar pelos serviços de interesse
Em tempos de distanciamento social, o significado de conexão vem recebendo novas contextualizações. Não se trata mais de ligar apenas grandes distâncias. Refere-se a recolocar em contato quem antes estava ao lado. Por isso, visando conectar consumidores e comerciantes durante o isolamento causado pela pandemia, um grupo de professores e alunos do Departamento de Ciência da Informação (DCI) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) criou a plataforma No Bairro Tem! (nobairrotem.com.br). Ela permite que comerciantes cadastrem-se informando os produtos que comercializam para que a população em geral, também gratuitamente, possa buscar pelos serviços de interesse. O serviço de busca entra em funcionamento a partir das 19h desta terça (31).

Funciona da seguinte forma: a empresa cadastra os serviços oferecidos e os bairros onde atendem. O cliente acessa, então, um link que abre diretamente para o whatsapp do comerciante, bem como para contas de suas mídias sociais, como instagram e facebook. Não há publicidade, de forma que não há interferências na prioridade das informações disponíveis. O site cobre a Região Metropolitana do Recife e busca centralizar, em um só lugar, informações que estavam sendo divulgadas nas redes sociais, mas se encontravam dispersas. De acordo com Fábio Mascarenhas, idealizador do projeto, o foco inicial era em pequenos comércios de bairro – como hortifrútis, açougues e lanchonetes – mas a oferta passou a incluir também serviços profissionais, que vão de chaveiros a psicólogos. “É uma plataforma centralizada de maneira organizada, estruturada, com informações que possam facilitar a vida dos consumidores que não podem sair de casa e dos comerciantes que comercializar de forma tradicional seus produtos”, explica.

Mesmo depois de aberto para consulta pública, continuará recebendo cadastro gratuitos dos interessados em vender seus produtos e serviços, em fluxo contínuo. Até agora, já são mais de 500. O projeto, idealizado pelo professor Fábio Mascarenhas e pelo estudante de Gestão da Informação e desenvolvedor Reginaldo Silva, também contou com a participação de estudantes de graduação em biblioteconomia e pós-graduação em ciências da informação. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5 : Cuidados com a luz são essenciais na rotina do trabalho remoto
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco