Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

ECONOMIA ENERGIA ELÉTRICA

Hábitos caseiros para economizar energia em tempos de isolamento domiciliar

Publicado em: 23/03/2020 11:23

Apesar de inevitável, é possível evitar que a conta chegue em um valor muito acima do habitual  (Foto: Arquivo / Agência Brasil)
Apesar de inevitável, é possível evitar que a conta chegue em um valor muito acima do habitual (Foto: Arquivo / Agência Brasil)
O isolamento em casa, seja na quarentena com a família ou no trabalho de home office, traz uma consequência prática: o aumento no consumo de energia elétrica. Apesar de inevitável, é possível evitar que a conta chegue em um valor muito acima do habitual desde que sejam adotadas algumas atitudes diárias relacionadas tanto à utilização da energia em si quanto ao posicionamento do local de trabalho improvisado.

De acordo com a gerente de relacionamento institucional da Celpe, Érica Ferreira, a primeira dica é privilegiar a ventilação e a iluminação naturais dos cômodos a fim de evitar o uso da lâmpada, ar-condicionado ou ventilador. Mantê-los limpos também otimiza o seu funcionamento de forma que operem sem esforço ou sobrecarga. “Um dos principais maus hábitos das pessoas é deixar o ar em uma temperatura bem baixa para que esfrie mais rápido. Isto consome muito e não traz resultados. Acione no grau 23 e aguarde o tempo necessário, curto, para que haja a refrigeração”, conta.

O notebook, celular e eletrônicos, em geral, serão certamente alguns dos aparelhos mais utilizados e, consequentemente, plugados na tomada para carregar. A orientação é que não sejam utilizados neste momento. Quando totalmente carregados, devem ser desplugados juntamente com a tomada. “Isto porque mesmo  sem o aparelho conectado, o carregador consome energia.. Além do mais, durante o uso do aparelho carregando, a bateria pode já estar cheia e o usuário nem perceber”, explica. 

Outra mudança de hábito necessária diz respeito ao banho. “Quando saímos para o trabalho ou voltamos dele, vamos ao chuveiro muito cedo ou tarde demais. Então, usamos a temperatura mais quente. Em casa em tempo integral, podemos escolher horários em que esteja maior calor para acionar o modo frio. Mesmo aumentando a quantidade de banhos, o que preconiza a OMS, é possível torná-los mais curtos e adaptar horários. Isto porque o chuveiro é um dos aparelhos domésticos que mais consomem energia”, afirma.

Lavar as roupas também pode ser algo feito com planejamento. A frequência ideal é uma vez por semana utilizado a capacidade limite do utensílio. Se precisar lavar em menor quantidade, atentar para ajustar o volume para “baixo”. A mesma instrução vale para quem vai passar roupa: semanalmente, todas de uma vez. 

Érica afirma que ainda não há determinação sobre supressão do corte de energia ou adiamento dos vencimentos. “Estamos aguardando orientações quanto a isso da agência reguladora e estamos em constante diálogo com ela”, explica.

ARTE – 

Outras dicas diárias para o dia a dia

•Retirar o aparelho dos stand-by. A luzinha vermelha indica consumo de energia. Melhor retirar da tomada


•Na cozinha, o melhor é posicionar a geladeira do lado extremo ao fogão. O motor deste eletrodoméstico acaba fazendo um esforço cada vez maior se estiver próximo de uma fonte geradora de calor. Maior, portanto, o consumo.

•Tente acionar menos aparelhos com resistência como sanduicheiras e air fry, que exigem consumo maior.

•A tradicional e velha dica vale mais do que nunca: acendeu, apague; concluiu, desligue.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Músico vence limitações do distanciamento social oferecendo shows particulares por encomenda
Destaques da semana: caso Miguel, Decotelli fora do MEC e retorno do Campeonato Pernambucano vetado
Inscrições para o Vestibular 2020.2 da Unicap vão até 15 de julho
Um mês sem Miguel : tudo que fazia era por ele, diz Mirtes
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco