Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

ESTRATÉGIA

Consórcio Nordeste planeja 'fundo verde' para atrair investimentos estrangeiros

Publicado em: 13/03/2020 19:35


Carlos Gabas liderou reunião do Consórcio no Recife (Foto: Marlon Diego / SDEC)
Carlos Gabas liderou reunião do Consórcio no Recife (Foto: Marlon Diego / SDEC)
 
 
O Consórcio Nordeste promoveu na tarde desta sexta-feira (13), no Palácio do Campo das Princesas, a primeira reunião dos secretários de Desenvolvimento Econômico da região. Estiveram presentes Bruno Schwambach e os outros oitos colegas dos estados nordestinos. A reunião também contou com a presença do secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, e do governador Paulo Câmara (PSB).

A conversa teve por objetivo articular “pactos entre os estados em prol do fortalecimento de políticas públicas”. De acordo com Governo do Estado, os secretários discutiram estratégias comuns à promoção de novos negócios e geração de empregos na região. Foi a primeira vez que secretários dos nove estados, após a criação do grupo, reuniram-se oficialmente para discutir a pauta econômica.

Carlos Gabas, que foi ministro da Previdência nos governos Lula e Dilma, citou a criação de um “fundo verde” para atrair investimentos estrangeiros para a região. “[É] um fundo de investimento que tenha cuidado com o meio ambiente. Isso tem um apelo muito forte lá fora. Com essa alternativa de construção de fundos específicos, ou de fundos integrados ou integradores da região Nordeste, nós vamos buscar investimento”, explicou.

Gabas explicou o propósito do encontro e a estrutura do Consórcio Nordeste. “Ele não é uma estrutura à margem dos governos dos estados. Do contrário, ele teria que ser maior do que esses governos. Ele é um arranjo que potencializa, organiza, ajuda na coordenação das ações de cada uma das áreas das gestões”, explicou.

Segundo o secretário do Consórcio, há uma falta de aporte financeiro por parte do governo federal na região Nordeste. “Hoje investimento no Brasil é algo escasso. O governo federal não tem recursos para investimento e já deixou muito claro que, se tiver, não será destinado ao Nordeste”, reclamou.

Alessandro Teixeira, ex-ministro de Turismo e ex-presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), fez uma explicação sobre as relações comerciais com a China e o mundo árabe. Estes países, assim como os da Europa, são o alvo das propostas do Consórcio para atração de investimentos para a região.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr Carlos Romeiro, ortopedista
Rhaldney Santos entrevista Celso Muniz (MDB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #181 - Tiops de rins dos vertebrados
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco