Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Economia

Renovação

Com nova frota, Azul pretende reduzir preço das passagens aéreas

Publicado em: 24/01/2020 08:00

Airbus A321 neo tem capacidade para 214 assentos e vai incrementar a rota do Recife para São Paulo. (Foto: Luis Neves/Aeroin/Divulgação)
Airbus A321 neo tem capacidade para 214 assentos e vai incrementar a rota do Recife para São Paulo. (Foto: Luis Neves/Aeroin/Divulgação)

A Azul está investindo 1 bilhão de dólares na renovação da frota nos próximos cinco anos, contando a partir de 2019, quando as encomendas foram feitas. A companhia aérea é a primeira a operar no Brasil com o Airbus A321 neo, uma aeronave maior, com 214 lugares, e que vai incrementar a oferta de assentos na rota entre o Recife e São Paulo. Esse é o primeiro de uma leva de 13 aviões do mesmo tipo que vão compor a frota da Azul até 2024. Além disso, para este mesmo período, a empresa também já encomendou 50 aeronaves com a Embraer. A expectativa é que, com uma frota mais moderna e maior, os consumidores sintam uma redução no preço das passagens aéreas a médio e longo prazo.

Dos 13 Airbus A321 neo encomendados, além do que já está operando, mais três chegam ainda neste ano, quatro em 2021, outros quatro em 2022 e um em 2023. Segundo Marcelo Bento, diretor de Relações Institucionais da Azul, ele é feito para operar rotas de duas horas e meia ou mais e, por isso, se adequa perfeitamente na ligação entre os hubs do Recife e de Campinas. Inclusive, com o ajuste dos custos das operações com aeronaves maiores e mais econômicas, os consumidores também serão beneficiados. "Com aviões maiores e mais modernos, maior é a oferta de assentos e menor é o consumo de combustível, possibilitando oferecer uma tarifa mais competitiva", explica.

A expectativa é que a chegada das novas aeronaves também amplie a operação da Azul no aeroporto do Recife, hub da companhia aérea no Nordeste. "Há quatro anos, a Azul tinha 20 voos por dia e agora em janeiro, na alta temporada, chegou a cerca de 70 voos por dia. Além disso, saiu de 14 para 34 destinos a partir do Recife, sendo quatro internacionais. No ano passado começamos a operar Brasília, Macapá e Palmas. Temos perspectivas de aumentar os destinos, mas ainda estamos avaliando. Inclusive, acreditamos que os voos para Caruaru e Serra Talhada devem sair ainda neste ano, depende da readequação dos aeroportos e, por isso, não tem data ainda", ressalta.

A companhia aérea anunciou, recentemente, que vai operar voos diretos do Recife para Buenos Aires, na Argentina, e Montevidéu, no Uruguai. Por outro lado, vai deixar de voar diretamente para Córdoba e Rosário, também na Argentina. "Buenos Aires já começa na época do carnaval, enquanto Montevidéu em junho. Deixaremos de fazer Córdoba e Rosário em abril. A Argentina está piorando como polo emissor por conta da economia e Buenos Aires tem outros voos, não é um por semana. No final das contas, trocamos dois voos por semana por cinco", conclui.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Almir Rouche, um guerreiro da folia
O Galo da Madrugada conectando gerações
O passo a passo do Galo da Madrugada 2020
Literatura pernambucana na sala de aula
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco