Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Economia

Força Local

Projetos somam R$ 910 mil para impulsionar a ovinocaprinocultura

Publicado em: 01/11/2019 18:31 | Atualizado em: 01/11/2019 18:46

Ações que visam o melhoramento genético dos animais e o fortalecimento da cadeia produtiva. (Foto: Álvaro França/Divulgação)
Ações que visam o melhoramento genético dos animais e o fortalecimento da cadeia produtiva. (Foto: Álvaro França/Divulgação)

A ovinocaprinocultura é uma cadeia produtiva importante para Pernambuco e em especial no Sertão do semiárido, responsável pela movimentação de quase R$ 1,2 bilhão por ano em negócios. De olho no impulsionamento do setor, quatro projetos que fazem parte do Programa de Fortalecimento dos Arranjos produtivos Locais, o Força Local, somam investimentos de R$ 910 mil ovinocaprinocultura e beneficiam 495 produtores e 150 famílias de agricultores e pecuaristas.

Dois dos projetos que estão em curso estão sendo realizados de forma conjunta com o Sebrae, na região do Sertão do São Francisco, somando R$ 650 mil. Ações que visam o melhoramento genético dos animais e o fortalecimento da cadeia produtiva, inclusive, com o estímulo à reunião dos produtores em uma cooperativa. Já com a Associação dos Moradores de Nascente (Armon), localizada em Araripina, Sertão do Araripe, estão sendo aplicados recursos para melhoria da infraestrutura de um espaço destinado à preparação de cortes especiais de carne e sua comercialização. A inauguração está marcada para o próximo dia 15. O projeto promove o apoio à agricultura familiar da cadeia produtiva de caprinos e ovinos do Distrito Nascente, atingindo 200 criadores dos rebanhos, ao custo de apenas R$ 58 mil.

A outra ação, feita com a Associação dos Piscicultores de Petrolândia, Sertão de Itaparica, que também reúne criadores de caprinos e ovinos na mesma fazenda onde são criadas tilápias, está destinando R$ 199 mil para a compra de máquinas, equipamentos e 150 matrizes de ovinos e caprinos. "Acreditamos que com essas ações propostas nos projetos, haverá uma agregação de valor aos caprinos e ovinos, colocando-os nas normas vigentes para a comercialização levando a uma maior lucratividade ao criador", pontua Roberto Abreu e Lima, presidente da AD Diper.

O gerente de Arranjos Produtivos Locais da AD Diper, Álvaro França, acredita que os quatro projetos demonstram uma atuação significativa em um setor importante para a pecuária pernambucana. "De forma objetiva, estamos atuando, com nossos parceiros, na melhoria na cadeia produtiva e de valor, levando ao desenvolvimento econômico regional".

O Força Local é executado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), de acordo com diretrizes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com entidades sem fins lucrativos.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Cavani Rosas e o percurso entre a ciência e o sobrenatural
In Set com Alessandra Pires
Tecnologia e inovação aplicadas à educação
Moradores cobram inauguração da Upinha Rio da Prata
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco