Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Economia

PROCON

Pesquisa do Procon-PE demonstra que feijão mulatinho aumentou de preço

Publicado em: 01/11/2019 18:24 | Atualizado em: 01/11/2019 18:26

De agosto a outubro, o produto subiu 40%. Foto: Annaclarice Almeida/Arquivo DP
A pesquisa da Cesta Básica, realizada mensalmente pelo Procon-PE, demonstrou que o feijão mulatinho vem aumentando de preço. De agosto a outubro deste ano, o aumento foi de 40%. Em agosto, o produto podia ser encontrado por R$ 1,99. Em outubro, o quilo custava R$ 2,79. Os números mostram, ainda, que a cesta básica mais cara é a de Goiana, R$ 374,80. A que mais subiu de valor, entretanto, foi a de Caruaru (2%). No agreste, a cesta subiu de R$ 350,51 para R$ 366,87.

A pesquisa do órgão de defesa do consumidor passa pela Região Metropolitana do Recife (RMR), pelos municípios de Goiana, Vitória de Santo Antão e Caruaru. A novidade é que Ipojuca entrou na pesquisa. Os estabelecimentos pesquisados ficam localizados em Porto de Galinhas. Na RMR, a farinha de mandioca pode ser encontrada com uma diferença percentual de 234,90%. Já o papel higiênico apresenta uma diferença de 400%. Em um local o produto custa R$ 1,39, mas o mesmo produto pode ser encontrado por R$ 6,95. 

A pesquisa foi realizada em 21 estabelecimentos da RMR, 12 em Goiana; 11 em Vitória de Santo Antão e 10 em Caruaru. A análise dos preços é feita em 27 itens, entre alimentação, limpeza doméstica e higiene pessoal. O consumidor que queira receber as pesquisas basta enviar e-mail para imprensaproconpe@gmail.com.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Moradores cobram inauguração da Upinha Rio da Prata
A importância de um atendimento farmacêutico correto
Primeira Pessoa com Padre Reginaldo Veloso
Sobre Vidas: Casinha - Associação dos Amigos da Vila do Papelão
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco