Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Economia

Boletos

IPTU terá reajuste de 2,54% no Recife, Olinda e Jaboatão em 2020

Publicado em: 09/11/2019 09:30 | Atualizado em: 09/11/2019 12:46

O percentual é menor do que o aplicado em 2019, quando o aumento foi de 4,5%.  (Foto: Leo Malafaia/Arquivo DP)
O percentual é menor do que o aplicado em 2019, quando o aumento foi de 4,5%. (Foto: Leo Malafaia/Arquivo DP)

Moradores das cidades do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes já podem começar a fazer contas para o ano que vem. O Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) terá aumento de 2,54% em 2020, de acordo com a regra legal do Código Tribuário das cidades. O percentual é referente à variação da inflação do Brasil no acumulado dos últimos 12 meses (novembro de 2018 a outubro de 2019), medida oficialmente no Brasil pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e divulgado esta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O percentual é menor do que o aplicado em 2019, quando o aumento foi de 4,5%. Em 2018, o percentual foi de 2,7%. Um ano antes, em 2017, o reajuste foi de 7,87%. Completando o histórico, o aumento foi de 9,93% em 2016, de 6,59% em 2015 e o de 2014 foi reajustado em 5,84%, sempre levando em consideração o mesmo recorte de 12 meses da inflação.

Os valores dos boletos do IPTU das três cidades são reajustados automaticamente por este modelo desde 2000, conforme previsto no Código Tributário Municipal dos municípios. Sempre com primeiro pagamento para fevereiro, as guias de pagamento devem começar a chegar à casa dos contribuintes em janeiro. As cidades já antecipam a importância de estar em dia neste ano, para ter acesso aos descontos de quem paga em cota única.

O secretário de Finanças de Jaboatão dos Guararapes, Cesar Barbosa, destacou que durante todo o ano os esforços têm sido em prol de reduzir a inadimplência da cidade, que seguem na casa dos 40%. "Com o recadastramento tivemos um aumento no número de imóveis no município. Ano passado, eram 123 mil imóveis cadastrados. Esse ano, são 230 mil imóveis cadastrados, porém, serão 144 mil carnês gerados, que são os passivos de tributação (os demais estão na faixa de isenção)", explica.

Sobre o desconto de 30% para pagamento da cota única, o secretário diz que a prefeitura ainda está definindo qual o percentual de desconto a ser aplicado. "Me reunirei na próxima segunda-feira com o prefeito para apresentar o cenário econômico para o próximo ano, inclusive para avaliarmos os impactos das reformas anunciadas pelo governo federal. A partir desta conversa, definiremos o percentual de desconto para pagamento da cota única", diz.

Na capital pernambucana, são 410 mil imóveis cadastrados. Deste total, 350 mil recebem os carnês para pagamento do imposto. Os demais são isentos. A taxa de inadimplência se mantém em 20%. "Vale destacar que os contribuintes que estão adimplentes tem um desconto de 10% na taxa única do IPTU 2020 e de 5% para opção do parcelamento. Estamos inclusive com um mutirão de parcelamento em curso que oferece boas opções para quem possui débitos antigos", orienta o secretário-executivo de Tributação do Recife, Márcio Carvalho.

O mutirão de parcelamento acontece até o dia 16 de novembro, no Centro de Convenções de Olinda, das 9h às 19h (exceto aos domingos). No local, os contribuintes poderão aderir ao Programa e Parcelamento Incentivado. Neste caso, quem optar pelo pagamento à vista terá desconto de 90% nas multas e juros. Para os parcelamentos em até 48 vezes também será concedida redução de multas e juros, sendo 70% de desconto em duas a 12 vezes; 50% de desconto em 13 a 24 vezes; 30% de desconto em 25 a 36 vezes;10% de desconto em 37 a 48 vezes. Haverá ainda a possibilidade de parcelar de 49 a 96 vezes, mas nesse caso não será oferecida redução nas multas e juros.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sobre Vidas: Nivia e o empoderamento de mulheres no Coque
DP Auto na Tóquio Motor Show - Tudo sobre a Nissan
Sérum, pele natural, sombras coloridas e blush cremoso
Lula: sou um homem melhor do que aquele que entrou na cadeia

Resistência nordestina em cartaz

Diego Rocha *
Celebrando a resistência da arte nordestina e a arte nordestina de resistir, o 21º Festival Recife do Teatro Nacional está em cartaz na cidade para confirmar a vocação de um povo à resiliência e à criatividade. Até o próximo dia 24, a programação montada com muita assertividade pela Prefeitura do Recife irá apresentar 12 espetáculos em vários teatros da cidade, entre eles seis montagens nacionais jamais vistas na capital do Nordeste.
Mas não está toda no ineditismo a urgência que esses espetáculos carregam. Mas também e principalmente na referência e reverência que muitos fazem à estética e às temáticas fincadas no árido solo fértil do Nordeste. Alguns textos, como o da montagem Ariano %u2013 O Cavaleiro Sertanejo, da companhia carioca Os Ciclomáticos sequer foram produzidos no Nordeste. Mas sabem, bebem e comungam do povo que somos. Foram buscar inspiração em autores ensolarados como Ariano Suassuna e os tantos tipos e símbolos que ele fundou e transportou do imaginário nordestino para o mundo.
Há na programação citações ainda mais explícitas à nossa produção teatral. Parido do punho do próprio Ariano, em carne e pena, o clássico Auto da Compadecida chega ao Festival com sotaque mineiro, numa belíssima montagem do Grupo Maria Cutia, com a direção cênica precisa e sensível de Gabriel Villela, que conseguiu unir a cultura do cangaço pernambucano ao barroco mineiro, sem sair da trilha aberta pelo Movimento Armorial de Ariano.
São montagens que nos representam e, ao mesmo tempo, nos apresentam a nós mesmos, além de nos hastear bandeira a congregar territórios artísticos, afetivos e cívicos, num país assombrado e repartido por um projeto de poder excludente. Em cima e embaixo dos palcos, durante e depois do 21º Festival Recife do Teatro Nacional, que a arte e a força nordestina persistam farol aceso a nos guiar.

* Presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife

Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco