Carnaval do conhecimento Rec'n'Play começa com mais de 300 atividades no Recife Antigo em quatro dias de programação

Por: Luciana Morosini - Diario de Pernambuco

Publicado em: 02/10/2019 08:00 Atualizado em: 01/10/2019 17:22

Para Pierre Lucena, o evento serve para mostrar o que é feito em Pernambuco em termos de tecnologia e inovação. Foto: Beto Oliveira/Divulgação
Para Pierre Lucena, o evento serve para mostrar o que é feito em Pernambuco em termos de tecnologia e inovação. Foto: Beto Oliveira/Divulgação

Quatro dias de programação intensa no Recife Antigo e não é uma referência à Folia de Momo, mas o Rec'n'Play também é conhecido como um Carnaval, só que do conhecimento, unindo a trilha da tecnologia, economia criativa e cidades inteligentes, ainda abrangendo o tema do empreendedorismo. De hoje até o próximo sábado, o bairro abriga a terceira edição do festival que conta com mais de 300 atividades, mais de 300 convidados, 18 espaços fechados e mais cinco áreas para atividades externas. A expectativa é reunir mais de 20 mil participantes, número que supera em sete mil a edição anterior, em 2018.

Díficil mesmo, diante da programação extensa, é definir um roteiro do que acompanhar ao longo do Rec'n'Play, já que são muitas atividades simultâneas em espaços diferentes, todas dentro da ilha do Recife Antigo. São mais de 600 horas de atividades indoor e mais de 160 horas outdoor. Inclusive, neste ano, a programação está mais nacionalizada, mas sem deixar de lado o viés local.

"Se você pegar a programação, das 400 atividades, 380 são locais. Se trazemos alguém de fora, é para mostrar uma visão interessante. O Recife, por exemplo, não tem tradição em fintech e trazer Gustavo Franco para contar a história do Nubank é sensacional, um banco que hoje é unicórnio, avaliado em 6 a 7 bilhões de dólares. Mas todas as empresas médias e startups daqui estão representadas e queremos dar voz ao que é feito aqui. Vamos mostrar o que a gente faz em Pernambuco e não é pouca coisa, estamos acelerando muito a atuação do Porto Digital. A gente não quer ter R$ 2 bilhões de faturamento por ano, queremos ter R$ 10 bilhões", ressalta Pierre Lucena, presidente do Porto Digital.

Gustavo Franco é um dos nomes de peso no primeiro dia de programação do Rec'n'Play, que vai palestrar sobre a inovação financeira e o sistema financeiro do futuro. Além dele, quem estará no evento hoje é o apresentador e empreendedor Luciano Huck para debater sobre a importância de sermos protagonistas das mudanças que queremos. Entre os figurões, uma das atividades mais procuradas é a com o pernambucano Murilo Gun, que, entre os assuntos que vai abordar, está a reaprendizagem criativa. Ao longo do Rec'n'Play, outros nomes de peso despontam na programação, como o do jornalista Caco Barcellos, Philipp Schiemer, CEO da Mercedes-Benz do Brasil, Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil, Leandro Demori, editor executivo do site The Intercept Brasil, e André Ferraz, CEO da pernambucana In Loco, para citar alguns exemplos.

Durante os quatro dias do Rec'n'Play, a ideia é transformar a atmosfera do Recife Antigo em prol da tecnologia, mas com objetivo de estender o fomento à inovação ao longo de todo o ano para trazer benefícios para a cidade, para a economia e também para a população. "O objetivo é criar no inconsciente coletivo, através do movimento digital, esse ambiente. Principalmente para a molecada, que está tentando descobrir a área de trabalho ou para onde caminha sua profissão do futuro. A gente quer que eles coloquem o Porto Digital como um possível futuro empregador e, para isso, precisamos motivar essa atmosfera para a tecnologia", concluiu Pierre Lucena.

Destaques da programação:

02/10

10h - Gustavo Franco - A inovação financeira e o sistema financeiro do futuro - Teatro Apolo
10h - Murilo Gun - Reaprendizagem Criativa at Rec'n'Play - Cais do Sertão
12h15 - Leandro Demori, Lula Pinto, Fabiana Moraes - Se não incomoda ninguém, não serve para nada: o papel do jornalismo na análise crítica dos fatos - Teatro Apolo
14h - Luciano Huck - Fazer e acontecer, porque ninguém fará por nós - Cais do Sertão

03/10

10h - Philipp Schiemer - Como Analytics pode ajudar grandes empresas a criar mais valor - Cais do Sertão
16h45 - Caco Barcellos - Os desafios dos jovens no jornalismo high-tech - Cais do Sertão

04/10

10h - Tânia Cosentino, Flávia Picolo, Margareth Goldenberg, Ebru Semizer e Marcela Valença - Diversidade de gênero nos grandes negócios - Cais do Sertão
12h15 - Silvio Meira, Pierre Lucena, Ada Rosenfeld - Parceria inovabra + Porto Digital: Papel dos ecossistemas de inovação para impulsionar negócios - Cais do Sertão
16h45 - Chico Saboya - O Futuro da Pequena Empresa e o Ecossistema de Inovação Brasileiro - Apolo 235

05/10

10h - Silvio Meira, Paulo Sales e Bruno Schwambach - Como você e a sua empresa irão sobreviver ao apocalipse digital? - Cais do Sertão
14h30 - André Ferraz - A In Loco e o Mercado Americano - Cais do Sertão

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.