Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Economia

Investimento

Prefeitura de Caruaru inaugura Projeto Comércio na Praça

Publicado em: 30/10/2019 16:09

 (O projeto começa a funcionar na próxima sexta-feira. FOTO: Divulgação)
O projeto começa a funcionar na próxima sexta-feira. FOTO: Divulgação
Na próxima sexta-feira (1º), em Caruaru, os espaços do projeto Comércio na Praça começam a funcionar com um novo layout. De acordo com informações da prefeitura, os pontos comerciais estão localizados no Largo dos Guararapes, Praça Leocádio Porto e Largo da Conceição, e vão receber os vendedores ambulantes de diversos seguimentos, todos com barracas e fardamentos padronizados. 

Ainda segundo o governo municipal, o projeto faz parte da requalificação do centro da cidade e vai oferecer melhores condições de trabalho aos vendedores, além de mais segurança e estrutura para os compradores. Os novos espaços receberam repaginação em toda a área, com piso intertravado, banheiros públicos, depósito para material de limpeza, nova iluminação, além de melhorias nas áreas verdes. Toda a obra conta com projeto de acessibilidade, inclusive nos banheiros.

O projeto Comércio na Praça teve seu início no ano de 2017, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa (SEDEEC) e Ordem Pública (SECOP). O projeto foi executado, segundo a prefeitura, após a realização de uma pesquisa que ouviu a opinião dos comerciantes que trabalham diariamente nas ruas do centro de Caruaru. Durante dois anos, a prefeitura municipal realizou o cadastro dos ambulantes em momentos distintos, dialogando, de forma geral, com todos os que comercializaram seus produtos nas 28 ruas monitoradas.

Em 2018, a prefeitura assinou, junto à Caixa Econômica Federal, o contrato de repasse que garantiu as obras para o Largo dos Guararapes e Praça Leocádio Porto, com o objetivo de organizar o comércio de ambulantes que atuam nas ruas do Centro. Na oportunidade, o projeto foi apresentado pela SECOP, que explicou o passo a passo da proposta para os comerciantes informais do centro de Caruaru. Ainda no ano passado, o projeto foi apresentado aos ambulantes, que aproveitaram para tirar as dúvidas sobre os novos espaços de trabalho.

Ainda em 2018, a prefeitura deu início às obras na Praça Leocádio Porto. Esse foi o ponto de partida de uma das grandes obras realizadas no centro urbano. A área de intervenção total foi de 844,76 m², com o investimento de R$ 561 mil.

Nas obras dos Guararapes, foram investidos um total de R$ 745 mil. A Prefeitura de Caruaru também realizou intervenções no entorno da área, com execuções de recapeamento asfáltico nas principais vias e melhorias na iluminação pública. O novo espaço possui 900 m² de piso intertravado, iluminação e arborização, com mais estrutura, segurança e valorização do comércio.

Já em 2019, em março, a prefeitura se reuniu com membros da Associação Caruaruense dos Trabalhadores Autônomos (ACTA), além de ambulantes não associados. Em pauta, a coberta nos espaços de trabalho, além de políticas para garantir o desenvolvimento do comércio local. Atendendo ao pedido da categoria, o projeto, que já estava pronto, foi adiado para o início do último trimestre do ano, ainda no mês de outubro. Durante o encontro, os ambulantes contaram suas histórias de vida e aproveitaram para agradecer a criação do Comércio na Praça.

No mês de abril, a prefeitura foi convidada pela Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (ACIC) para apresentar o projeto Comércio na Praça. Com a presença do vice-prefeito, Rodrigo Pinheiro, o projeto foi exposto pela secretária de Ordem Pública, Karla Vieira, e foi bastante elogiado pelos empresários.

Já em setembro, foi realizado o 1º Capacita Ambulantes, no ginásio da Escola Municipal Álvaro Lins, em parceria com a ACTA. Participaram do encontro as secretarias e autarquias municipais. O evento teve como objetivo capacitar os comerciantes informais/ambulantes, visando instruí-los a respeito da relocação para o Largo dos Guararapes, Praça Leocádio Porto e Largo da Conceição, fato que os torna comerciantes formais, que passarão a ser regidos por legislações.

Na oportunidade, o Sebrae apresentou aos participantes as vantagens e processos de formalização através do Microempreendedor Individual (MEI), além de uma palestra com o tema Qualidade no Atendimento, com foco nos comerciantes de rua. O Sebrae ofertou, ainda, inscrições para os cursos do SEI - (SEI Comprar/SEI Vender/SEI Fazer Fluxo de caixa/SEI Empreender). Durante o encontro, o Sebrae realizou também um cadastro prévio para outros cursos do projeto, que terão início após a relocação dos ambulantes. Por fim, neste mês de outubro, os comerciantes ambulantes cadastrados participaram do sorteio das vagas do projeto e conheceram, através do mapa, os novos locais de trabalho nos três novos espaços.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Maria, mãe de um povo ferido
Confira a estreia do programa In set
Educação humanizadora e não violência nas escolas
João e os 50 anos de colunismo social
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco