AGRINORDESTE Seminário do Agrinordeste oferece 86 palestras gratuitas

Publicado em: 20/08/2019 15:04 Atualizado em: 20/08/2019 15:18

As inscrições começam na próxima semana, no site do evento. Foto: Divulgação.
As inscrições começam na próxima semana, no site do evento. Foto: Divulgação.
A partir da próxima semana, estarão abertas as inscrições para o 27º Seminário sobre a Modernização do Setor Primário da Economia Nordestina. O evento acontece de 24 a 26 de setembro, dentro da programação do Agrinordeste, no Centro de Convenções de Pernambuco. A ampla programação oferece 86 palestras gratuitas sobre assuntos relacionados a mercado, tecnologias e políticas públicas.  As inscrições devem ser feitas no endereço: www.agrinordeste.com.br.

Pela primeira vez, o Seminário será realizado no Pavilhão de Feiras do Cecon, possibilitando maior interação entre as atrações do Agrinordeste. As apresentações ocorrerão simultaneamente em nove auditórios. Dentre os temas destacam-se: Planejamento sucessório e patrimonial na atividade rural (Avicultura), ministrado por Lucídio Almeida; Desmitificando o palhiço da cana-de-açúcar, com o palestrante Marco Lorenzzo Cunali Ripoli (Cana-de-açucar); O Brasil e o Futuro da Agricultura no Mercado Internacional (Atualidades), por Lígia Dutra; A importância da palma forrageira para a sustentabilidade do semiárido é o tema de Márcio Vieira da Cunha (Bovinocultura de Leite); Cenário Atual e Perspectivas de Sustentabilidade da Ovinocaprinocultura no NE (Caprinovinocultura) será apresentado por Tadeu Vinhas Voltolini; O cultivo de uvas sem sementes no Vale do São Francisco (Fruticultura), de Patricia Coelho de Souza Leão; O mercado de paisagismo (Floricultura), por Maria Cândida de Paula; Foco no turismo rural de eventos (Turismo Rural), com a palestrante, Rosângela Saraiva Pezolito e Polinização Dirigida em Fruticultura (Apicultura), com André Amarildo Sezerino.

O Agrinordeste é uma realização da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), com apoio do Sebrae Pernambuco, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Senar, Governo Federal, por meio do Banco do Nordeste e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Governo de Pernambuco, por meio da Empetur, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e AD Diper.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.