Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Economia

DP Empresas

Grupo Pontes investe R$ 1 milhão em energias renováveis

Publicado em: 20/04/2019 16:00 | Atualizado em: 18/04/2019 16:41

Summerville. em Muro Alto, utiliza energia solar e adquire eólica via concessionária. Foto: Pontes Hoteis/Divulgacao (Foto: Pontes Hoteis/Divulgacao)
Summerville. em Muro Alto, utiliza energia solar e adquire eólica via concessionária. Foto: Pontes Hoteis/Divulgacao (Foto: Pontes Hoteis/Divulgacao)
O grupo Pontes Hotéis & Resort, que compreende o Mar Hotel e o Atlante Plaza, em Boa Viagem, e o Summerville, em Muro Alto, tem investido pesado no uso de energias renováveis. Nos últimos anos a cifra passou de R$ 1 milhão para implantação de 100% de aquecimento de água por energia solar no Summerville e para, além das placas, adoção de medidas sustentáveis na Torre B do Mar Hotel, cujo projeto já foi concebido com esse propósito. Além das placas de solares nos dois hoteis, o grupo optou por apenas adquirir da fornecedora energia de fonte renovável.

“Além de estar no nosso DNA sermos mais sustentáveis, optamos por isso visando a redução na conta de energia. Com a conversão do contrato comercial com a companhia de fornecimento de energia para uso de éolica no Mar Hotel e Atlante Plaza conseguimos atingir uma redução na conta entre 15% e 20%. Fora isso, a Torre B do Mar Hotel, que possui 130 apartamentos, já possui captação de energia solar, tratamento de água das torneiras e do banheiro e chuveiro para reúso nos jardins e áreas internas”, detalha o gerente de Marketing e Vendas do Pontes Hotéis e Resorts, Sergio Paraíso.

No Summerville, a implantação de projetos do tipo foi concluída recentemente. Hoje, a quase totalidade do aquecimento da água é realizada via energia solar. “As demais demandas nós adquirimos de energia renovável, em sua maior parte da eólica. No Summerville o que facilitou foi o fato de que os blocos são individuais então deu para instalar as placas nos telhados e os captadores ao lado dos próprios blocos”, explica o gerente. No resort, a economia na conta de energia foi em torno de 30%. Para manter o padrão sustentável, a unidade substituiu as lâmpadas comuns por LED, faz coleta seletiva de lixo e, além disso, utiliza a prática de reúso de toalhas pelos hóspedes. “Trabalhamos agora para reduzir os descartáveis”.

Apesar de também fazer uso de energia renovável, o Atlanta Plaza e a Torre A do Mar Hotel, são os únicos dos empreendimentos que ainda não são 100% renovável. “Está no nosso planejamento para os próximos quatro anos, mas ainda não temos os recursos e projetos necessários. Nesses dois casos, precisaríamos, por exemplo, desocupar as unidades para realização das reformas necessárias, então, tem que ter um planejamento detalhado da ocupação”, ressalta.

A ocupação é, inclusive, um dos pontos que está sendo constantemente monitorado pelo grupo. O setor de hotelaria foi bastante impactado pela crise econômica principalmente pela queda das viagens no mercado corporativo. De acordo com Sergio Paraíso, desde o segundo semestre do ano passado, a ocupação vem sendo recuperada de forma gradual.
“Nos primeiros três meses de 2019 tivemos uma ocupação 10% melhor do que o mesmo período de 2018. Porém, acreditávamos que esse percentual seria entre 15% e 20%, então. O cenário político-econômico nacional afeta muito o setor”, comenta.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Qual a importância da robótica para a educação?
Majé Molê: um quilombo urbano na comunidade de Peixinhos
Creche na Ilha de Deus, uma promessa de doze anos
Entenda os riscos da escoliose para saúde
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco