Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Economia
Pesquisa Pernambucano é o mais feliz do Nordeste Estudo analisa satisfação, oportunidades de carreira, benefícios, remuneração, qualidade de vida e cultura no local de trabalho

Por: André Clemente - Diario de Pernambuco

Publicado em: 14/05/2017 11:11 Atualizado em: 16/05/2017 14:11

O arquiteto de softwares Helmut Nigge, 34 anos, se enquadra no grupo dos satisfeitos e resume: "Cheguei onde queria" (Gabriel Melo/Esp. DP - ECONOMIA)
O arquiteto de softwares Helmut Nigge, 34 anos, se enquadra no grupo dos satisfeitos e resume: "Cheguei onde queria"
Todo mundo tem prós e contras na profissão, e sorte de quem tem mais motivos para elogiar do que reclamar da empresa onde trabalha. O fato é que um relatório com mais de 140 mil avaliações anônimas de profissionais do Nordeste mostrou que os pernambucanos são os mais satisfeitos da região nos quesitos satisfação geral, oportunidades de carreira, remuneração e benefícios, qualidade de vida e cultura da empresa. Foram mais de 17 mil depoimentos de profissionais sobre as empresas pernambucanas, que se destacaram principalmente no setor de tecnologia e telecomunicações.

O conteúdo é resultado da plataforma Love Mondays, uma comunidade online que ajuda pessoas a “saberem onde estão pisando” na hora de tomar uma decisão profissional, como mudar de emprego. A recomendação especializada é a de que a decisão tem a ver com o momento da vida do trabalhador, e a qualificação dele pode provocar um efeito transformador nas empresas. O arquiteto de softwares Helmut Migge, 34 anos, se enquadra no grupo dos satisfeitos e resume: “Cheguei onde queria”.  

No mercado há 14 anos, sendo seis anos na MV (desenvolvedora de softwares), Migge revela o resultado do bem-estar na profissão.  “A área de informática é muito dinâmica e faz você aprender muito nos projetos que atua, principalmente os que têm impacto social. Mas esse dinamismo exige dedicação, qualificação e empenho, que eu tenho porque gosto muito do que faço. Ganho acima da média do Recife (no setor), e a empresa onde estou proporciona benefícios além dos rendimentos, como espaços esportivos e de lazer. Além disso, cheguei no cargo que sempre quis”, diz.

A CEO da plataforma Love Mondays, Luciana Caletti, diz que o destaque de Pernambuco é resultado de atração de investimentos nos últimos anos, com oferta de empregos de qualidade, ancorados pelos polos tecnológicos. “São empresas que demandam aprendizagem constante, valorizam especialidades e oferecem boas remunerações. Isso gera satisfação de quem atua no segmento. Setores assim tem rotatividade e toda mundança de emprego é uma escolha no escuro. Muita coisa você só descobre quando chega lá. A plataforma Love Mondays é a chance de se ter uma avaliação do lugar que se pretende ir. É uma chance de minimizar riscos de mudança qdifícil de reverter”, ressalta.

Se pudesse dar um conselho, a professora de Recursos Humanos da Faculdade Senac Carolina Ramalho destacaria fazer o que gosta, avaliar o momento e o que vai lhe satisfazer na empresa. “Tem gente que se restringe à remuneração para decidir onde vai trabalhar. A escolha é pessoal. Mas tem quem muda para ganhar menos porque se identifica mais com a empresa. Às vezes o desejo é um horário mais flexível por motivos pessoais. Profissionais preparados geram mudanças nas políticas das empresas para um movimento de retenção de talentos, principalmente em segmentos de alta rotatividade”, resume.

A pesquisa
A página Love Mondays (www.lovemondays.com.br), comunidade de carreiras no Brasil, mediu o nível de satisfação dos funcionários de todos os estados do Nordeste. A plataforma reúne avaliações de profissionais sobre as empresas em que trabalham, com critérios rígidos de preservação da identidade do profissional e da integridade da empresa. Os usuários dão notas de 1 a 5, sendo 1 “muito insatisfeito” e 5 “muito satisfeitos”, para os cinco quesitos. Em satisfação geral, o Nordeste apresentou nota 3,48, pouco abaixo da média nacional, de 3,50. Entre os estados, Pernambuco teve a melhor nota para o critéro: 3,59. Sergipe e Maranhão vêm na sequência, com 3,54 e 3,53. Love Mondays foi fundada no Brasil em 2014 e lançada no México e na Argentina no início do ano. São mais de 2 milhões de acessos/mês.

Maria, mãe de um povo ferido
Confira a estreia do programa In set
Educação humanizadora e não violência nas escolas
João e os 50 anos de colunismo social
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco