Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

LEITURA

Artista plástico Renato Valle lança revista discutindo relação entre política e religião neste sábado (30)

Publicado em: 29/04/2022 16:00 | Atualizado em: 29/04/2022 13:15

 (As ilustrações originais podem ser conferidas na Arte Plural Galeria até o dia 9 de maio, gratuitamente, de segunda a sexta, das 9h às 18h e aos sábados de 14h às 18h.)
As ilustrações originais podem ser conferidas na Arte Plural Galeria até o dia 9 de maio, gratuitamente, de segunda a sexta, das 9h às 18h e aos sábados de 14h às 18h.
Seis anos atrás, o artista plástico Renato Valle se deparou com uma pesquisa encomendada pelo fórum de segurança pública que apontava mais de 60% da população brasileira favorável à pena de morte. Intrigado com o posicionamento majoritário, ele começou uma busca para elencar pessoas que foram executadas a partir das leis vigentes nos devidos regimes, desde antes da era cristã, passando também pelo período colonial brasileiro, pela pena de morte nos Estados Unidos, pela Segunda Guerra Mundial e pelas execuções dos estados totalitários na Rússia e na Espanha. A revista Bandido bom é bandido morto, que tem apoio da CEPE Editora e será lançada neste sábado (30) na Arte Plural Galeria (APG), no Recife, é o resultado dessa pesquisa e reúne 20 ilustrações impressas na publicação, além dos textos escritos pelo artista.
 
 
Chamou a atenção de Renato a contradição em 90% do povo brasileiro se declarar cristão (Censo 2010) e mais de dois terços da população apoiar a frase que dá título à revista e que reflete principalmente os padrões de julgamento de uma execução. Entre os personagens elencados no projeto, estão Frei Caneca, Olga Benário, a escrava Rosa, Joana D'arc, Garcia Lorca e Danton, executados a partir de preceitos religiosos, políticos, morais ou ideológicos e com total aporte institucional do Estado e algumas também por sistemas judiciais. O mais revelador da pesquisa, portanto, é perceber que todos os condenados eram considerados bandidos e nenhum foi condenado de maneira ilegal.
 
 
Além de levantar a provocação acerca dessa contradição do maior país cristão do mundo ter maioria que apoia execução de bandido, Renato Valle debate com preocupação a junção de religião com a política. "Vi em paralelo que no Brasil 2010 e 2017 foram fundadas quase 60 mil novas igrejas e grupos filosóficos, uma média de 25 por dia, mais de um a cada hora. Os números são assustadores, porque, sabemos, que muitos destes grupos são casas de negócios e não centros religiosos. Me preocupo bastante com essa forma de se fazer política de maneira muito atrelada à religião e acho sempre fundamental tratar os assuntos investigando as raízes deles, e isso é o que estou fazendo na revista", afirma Renato. "As pautas sociais e de interesse geral não podem ser associadas apenas a questões partidárias. Eu sou, antes de tudo, alguém interessado em levar as pessoas à reflexão sobre suas próprias convicções e valores. A revista intenta despertar essa discussão e levar os interessados a entenderem melhor o que está na base dos seus ideais", completa.
 
As ilustrações originais podem ser conferidas na Arte Plural Galeria até o dia 9 de maio, gratuitamente, de segunda a sexta, das 9h às 18h e aos sábados de 14h às 18h. A revista será enviada para parlamentares, congregações religiosas, formadores de opinião e para o público em geral, ganhando em breve também a versão digital no site do artista.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Registro de armas dispara no Brasil durante governo Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco