Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

ANIMAIS

Como escolher um plano de saúde para o pet

Publicado em: 16/01/2022 10:58

 (Foto: Arquivo Pessoal)
Foto: Arquivo Pessoal
No Brasil, boa parte da população tem um animal doméstico em casa, que é tratado com muito amor e carinho. Mas, e quando o nosso pet adoece, o que fazer? Pensando na saúde desses integrantes, muitas pessoas têm optado por fazer um plano de saúde para o bichinho de estimação.

O plano de saúde Dog Life, atualmente conta com três opções, com preços a partir de R$ 68 em Brasília e é exclusivo para cachorros e gatos. Com mais de 2,7 mil beneficiários em todo o Brasil, com 238 clínicas e hospitais credenciados, localizados no Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

Os planos cobrem as vacinas V8 e V10, canina, tríplice, quádrupla e quíntupla, felina, e anti-rábica, e nenhum dos planos cobre tratamento de doenças crônicas ou preexistentes. "O beneficiário tem a serviços, como, por exemplo, medicações, consultas, diárias de internação", explica Mara Pereira, da equipe da Dog Live.

Os planos de saúde que a Porto Seguro Pet oferece custam a partir de R$ 99, cobrem vacinação, consultas, cirurgias e internação. Voltado também para cachorros e gatos, o plano aceita animais idosos, que estão na fase de maiores cuidados. Já para os filhotes, a Porto Seguro oferece alguns clubes de benefício que incluem as famosas creches e daycare para os animais.

Já o plano Petwell tem outra política, a do reembolso. O objetivo é dar mais autonomia ao tutor que pode assim escolher qual veterinário irá, já que não existe uma rede credenciada. Na hora de fechar o plano, o dono do animalzinho escolhe o percentual de reembolso a ser recebido, assim como o valor estimado de gasto anual. Como é detalhado por Ana Luisa Gomes Coelho, cofundadora da empresa: "O percentual de reembolso pode ser de 70%, 80% ou 90% do valor total do atendimento e o teto anual de R$ 5mil/R$ 10mil ou R$ 15mil. Assim, os tutores podem adequar suas necessidades de atendimento às suas possibilidades de pagamento mensal."

A empresa tem pouco mais de seis meses e Brasília ocupa o quinto lugar entre as cidades com mais clientes. Por enquanto, atendendo somente cães e gatos, a Petwell cobre tratamentos como câncer e doenças raras diagnosticadas durante a vigência do plano. De acordo com Ana Luisa: "O objetivo da Petwell é sensibilizar os tutores para a necessidade de um plano de saúde já no início da vida dos seus pets para que, imprevistos, emergências e descobertas de doenças, possam ser assistidas por nós, sem maiores preocupações para os tutores em momentos de maior fragilidade."

A veterinária Silvia Carvalho entende que na hora de contratar um plano de saúde para seu animalzinho é preciso conferir os profissionais que atendem pelo plano: "Algumas vezes os planos de saúde usam os hospitais e clínicas com profissionais recém-formados e que não têm tanta experiência, então estar atento que tenha alguém com uma vivência maior é interessante, porque acontecendo uma troca de informação maior a qualidade do serviço acaba melhorando."
TAGS: pet | plano | saúde | animais |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco