Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Diarinho

Teatro

Espetáculo sobre brincadeiras e dança leva à reflexão sobre a infância do passado e do presente

O Território Sagrado da Infância terá quatro apresentações gratuitas no Grande Recife durante fevereiro

Publicado em: 02/02/2019 11:41

A maioria dos selecionados para a peça é ligada à Escola do Frevo. Foto: Bel Araújo/Divulgação

A infância de hoje é bem diferente da infância de 20 anos atrás. O mundo mudou muito em pouco tempo, principalmente por causa da revolução tecnológica - que inclui computadores, telefones celulares, tablets e jogos mais modernos. Com isso, alguns costumes estão sendo perdidos, como brincadeiras e danças. Preservar essas tradições de uma infância lúdica e saudável é o principal objetivo da peça infantil O território sagrado da infância, que terá quatro apresentações gratuitas dentro da programação do Janeiro de Grandes Espetáculos, um dos principais festivais de teatro de Pernambuco. 

Três das quatro apresentações serão na capital pernambucana - Santo Amaro, dia 3,  Morro da Conceição, dia 12, e Bairro do Recife, dia 15 -, e a outra em Camaragibe, no dia 7.

A peça, através da dança, da música, dos brinquedos e das brincadeiras populares, traz questões sobre a saúde do futuro. E leva o espectador a refletir a respeito da sua infância. No elenco, sete bailarinos.  O espetáculo conta com crianças e adolescentes de idade entre 9 e 14 anos: Maria Luiza, Davi José, Andréa Kelly, Shermison Henrique, Maycon Douglas, Pandora Calheiros e João Victor. A trilha sonora é assinada por Helder Vasconcelos.

“Na peça, as crianças estão brincando em um quarto bagunçado, com alguns brinquedos e blocos coloridos. Elas vão dialogando com esses blocos e cenários imaginando que eles formam um castelo. Dialogando com esse castelo, vai aparecendo algumas brincadeiras populares, fazendo uma reflexão sobre as infâncias que estamos vivendo atualmente e as infâncias passadas”, explica o diretor, José Valdomiro, conhecido como Minininho.

Entre as brincadeiras levadas ao palco, acrescenta Minininho, está a “ciranda, cirandinha” e algumas coreografias como tricilomelo, soco soco bate bate. “Essa narrativa de cantigas populares costuram todo o espetáculo”, continua o diretor, que ficou responsável por selecionar as crianças  e os adolescentes do elenco. 

A maioria dos selecionados para a peça é ligada à Escola do Frevo e conhecida do diretor. Outra parte atuou no Baile do Menino Deus, espetáculo apresentada anualmente, no período natalino, no Marco Zero, no Bairro do Recife.

Além de diretor, Minininho assina o roteiro do espetáculo, que tem Wanderley Aires à frente da coreografia. A peça tem incentivo do Funcultura. 
 
Calendário de apresentações
 
3 de fevereiro, às 16h
Pátio da Feira (Praça do Campo Santo, 2-102, Santo Amaro)

7 de fevereiro, às 9h30
Escola Municipal São José (Rua Sérgio Romero, Pau Ferro, Camaragibe)
 
12 de fevereiro, às 15h
Centro de Reabilitação e Valorização da Criança (Praça da Conceição, 208, Morro da Conceição)

15 de fevereiro, às 16h
Paço do Frevo (Rua da Guia, s/n, Bairro do Recife)
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
On trend: como construir um estilo próprio
Resenha SuperEsportes: Yane Marques
De 1 a 5: Mulheres no Cinema
Maria, mãe de um povo ferido
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco