Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Ciência e Saúde

Peixe

Mero de cerca de 160 Kg capturado na Flórida teria 50 anos

Por: AFP

Publicado em: 14/01/2020 00:07

Foto: HANDOUT / FLORIDA FISH & WILDLIFE CONSERVATION COMMISSION / AFP (Foto: HANDOUT / FLORIDA FISH & WILDLIFE CONSERVATION COMMISSION / AFP)
Foto: HANDOUT / FLORIDA FISH & WILDLIFE CONSERVATION COMMISSION / AFP (Foto: HANDOUT / FLORIDA FISH & WILDLIFE CONSERVATION COMMISSION / AFP)
Quando o Brasil conquistou a Copa do Mundo de futebol no México em 1970, com Pelé à frente da seleção, em algum lugar no oceano nascia o mero de 159 kg que foi capturado em dezembro na Flórida, um dos mais antigos já capturados.

Pesquisadores disseram que estimam que o "mero de Varsóvia", capturado em dezembro no estado americano, tinha 50 anos.

"Esta é a amostra mais antiga coletada em nosso programa de identificação", relatou sexta-feira através do Facebook o Instituto de Pesquisa da Comissão de Conservação de Peixes e Fauna Silvestre da Flórida (FWC).

Os biólogos do Laboratório de Idade e Crescimento da FWC calcularam a idade do peixe analisando o otólito, uma estrutura de cálcio na cabeça do animal com a qual os cientistas podem estimar sua idade.

A FWC acompanhou as informações com a fotografia do Instagram de Jason Boyll, um pescador amador de Siesta Key (sudoeste) que posa ao lado do mero gigante, maior do que ele.

O peixe foi capturado na costa oeste da Flórida em 29 de dezembro, a 182 metros de profundidade, de acordo com a FWC.

O mero de Varsóvia pode pesar até 260 kg.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Morre Georg Ratzinger, irmão de Bento XVI
Sarí é indiciada por abandono de incapaz com resultado morte
Opas prevê mais de 400 mil mortes na América Latina e Caribe
Nascimento de panda é motivo de comemoração em Taiwan
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco