Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Ciência e Saúde

Novos Mundos

Telescópio caçador de planetas descobre novo tipo de sistema estelar

Publicado em: 30/07/2019 07:49

Representação do TOI 270. Da esquerda para direita: TOI b, TOI c e TOI d. Foto: Divulgação/Nasa
O mais novo caçador de planetas da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), o Satélite de Pesquisa de Exoplaneta em Transição (Tess, sigla em inglês), descobriu três novos mundos — um ligeiramente maior que a Terra e dois de um tipo não encontrado em nosso Sistema Solar, orbitando uma estrela próxima. A TOI 207 é uma estrela anã, fraca e fria, cerca de 40% menor que o Sol em tamanho e massa. Ela tem uma temperatura de superfície cerca de um terço menor que a do nosso astro. O sistema planetário está a cerca de 73 anos-luz de distância da Terra, na constelação do sul de Pictor.

“Esse sistema é exatamente o que o Tess foi projetado para encontrar: composto por planetas pequenos e temperados que passam, ou transitam, em frente a uma estrela hospedeira inativa, sem atividade estelar excessiva”, diz o pesquisador Maximilian Günther, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em Cambridge. “Essa estrela é quieta e muito próxima a nós. Portanto, muito mais brilhante do que as estrelas hospedeiras de sistemas comparáveis. Em breve, poderemos determinar a composição desses mundos, estabelecer se têm atmosferas, quais gases eles contêm”, afirma. A descrição do sistema foi feita na revista Nature Astronomy.

O planeta mais interno, TOI 270 b, é provavelmente um mundo rochoso cerca de 25% maior que a Terra. Ele orbita a estrela a cada 3,4 dias, a uma distância cerca de 13 vezes mais próxima do que Mercúrio orbita o Sol. Com base em estudos estatísticos de exoplanetas conhecidos de tamanho similar, a equipe científica estima que o TOI 270 b tenha uma massa cerca de 1,9 vez maior que a da Terra. Devido à sua proximidade com a estrela, ele é um mundo muito quente. Sua temperatura de equilíbrio (a baseada apenas na energia que recebe da estrela, ignorando os efeitos adicionais de aquecimento de uma possível atmosfera) é de cerca de 254ºC.

Gases
Os outros dois planetas, TOI 270 c e d, são, respectivamente, 2,4 e 2,1 vezes maiores que a Terra e orbitam a estrela a cada 5,7 e 11,4 dias. Ambos podem ser semelhantes ao Netuno do nosso Sistema Solar, não pelo tamanho, pois são menores, mas pelas composições dominadas por gases, em vez de rochas. Provavelmente pesam cerca de sete e cinco vezes a massa da Terra, respectivamente.

“Um aspecto interessante desse sistema é que seus planetas são bastante diferentes do que estamos acostumados”, diz Fran Pozuelos, da Universidade de Liège, na Bélgica. “É incomum que os planetas tenham tamanhos entre 1,5 e duas vezes os da Terra por razões, provavelmente, relacionadas ao modo como se formam, mas esse ainda é um tema altamente controverso. O TOI 270 é um excelente laboratório para estudar as margens dessa lacuna e nos ajudará a entender melhor como os sistemas planetários se formam e evoluem.”

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sobe, Lia, sobe.
João Alberto entrevista Larissa Lins
Como se preparar para as provas do SSA 3 da UPE
Pelé abre o jogo e fala sobre racismo, mil gols e sucessor
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco