Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

ASSASSINATO

Em Curitiba, policial federal mata uma pessoa e fere 3 após briga em estacionamento

Publicado em: 02/05/2022 15:05

 (crédito: @aredeinfo/Twitter/Reprodução)
crédito: @aredeinfo/Twitter/Reprodução
Um policial federal foi preso em flagrante após atirar contra quatro pessoas em um posto de gasolina em Curitiba. O caso ocorreu na noite de domingo (1). Segundo informações da Polícia Militar, o agente da PF começou a discutir com quem estava no local depois de estacionar em um lugar proibido e ser repreendido pelo segurança do posto.

O agressor apresentava sinais de embriaguez e a discussão terminou em, ao menos, uma morte. Trata-se do fotógrafo André Muniz Fritoli, de 32 anos de idade. As outras três vítimas foram encaminhadas ao hospital. Um homem e uma mulher, cujas identidades não foram reveladas, são motoristas de aplicativo.

O policial, de 43 anos, não teve a identidade revelada. Nas redes sociais, circula um vídeo feito logo após o tiroteio. Nas imagens, pessoas aparecem desesperadas tentando socorrer as vítimas. Segundo o portal G1, o segurança, com quem o agente da PF brigou a princípio, não está entre os atingidos.
 
 

“Levei três tiros, nenhum afetou nenhum órgão importante. Graças a Deus, hoje estou só me recuperando para ir para casa. Está tudo bem. Nasci de novo”, disse, aliviada, uma das vítimas ao G1. Depois de sobreviver ao ataque, os motoristas estão preocupados sobre como vão se sustentar, já que não poderão trabalhar por um bom tempo enquanto estiverem em recuperação.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco