Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

MEIO AMBIENTE

Chega ao fim incêndio em área de Cerrado na Chapada dos Veadeiros

Publicado em: 15/07/2021 15:07

Inspeção final dos bombeiros na manhã de hoje, avistando os últimos focos de incêndio (Foto: Arquivo pessoal)
Inspeção final dos bombeiros na manhã de hoje, avistando os últimos focos de incêndio (Foto: Arquivo pessoal)

São João d'Aliança (GO) —
Após quase quatro dias de intensa luta contra o fogo, chegou ao fim, na manhã desta quinta-feira (15), o incêndio florestal que atingiu vasta área de Cerrado preservado na Chapada dos Veadeiros. Desde a última segunda-feira, segundo estimativa da Defesa Civil Estadual, as chamas devastaram aproximadamente 315 hectares de vegetação na Serra do Paranã, em região localizada no município de São João d'Aliança (GO), distante cerca de 160km de Brasília. Um território pelo menos três vezes maior foi preservado graças à ação de agentes do Corpo de Bombeiros de Planaltina de Goiás, voluntários da Rede Contra Fogo e moradores locais.

Na noite desta quarta-feira (14), quatro bombeiros militares e cerca de 20 voluntários partiram para a investida final contra o incêndio que provocava danos desde a última segunda-feira. A ação durou até o início da madrugada. Na manhã desta quinta-feira, restavam dois focos menores, mas os brigadistas extinguiram definitivamente as chamas. A informação foi recebida com grande alívio pela comunidade.
Foi decisiva a atuação dos voluntários da Rede Contra Fogo no enfrentamento ao incêndio florestal. Sediado em Alto Paraíso (GO), o grupo é uma organização da sociedade civil (Foto: Arquivo pessoal)
Foi decisiva a atuação dos voluntários da Rede Contra Fogo no enfrentamento ao incêndio florestal. Sediado em Alto Paraíso (GO), o grupo é uma organização da sociedade civil (Foto: Arquivo pessoal)

"Na medida do possível, oferecemos todo o suporte necessário para as equipes de combate ao fogo, com alimentação, transporte e acomodações. É maravilhoso ver o Cerrado preservado. Precisamos disso para viver bem. É muito bom voltar a respirar ar puro em vez de fumaça tóxica. Os turistas podem visitar nossas cachoeiras com segurança. Precisamos tirar lições deste episódio, como a necessidade de um maior investimento do poder público na prevenção e contenção de queimadas", disse Pedro Frota, proprietário da pousada Terra Betânia.

Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, os bombeiros voltaram a ser acionados após moradores avistarem os focos de incêndio remanescentes, mas a resposta dos agentes de segurança foi enfática. "Não existe a menor possibilidade do Corpo de Bombeiros largar esse incêndio na região. Fomos acionados e só vamos sair quando estiver tudo 100% extinto. O monitoramento ainda permanecerá por mais 24 horas, para garantir que não ocorra reignição dos focos", explicou o tenente Paulo Santos, do Corpo de Bombeiros de Planaltina de Goiás.

Foi decisiva a atuação dos voluntários da Rede Contra Fogo no enfrentamento ao incêndio florestal. Sediado em Alto Paraíso (GO), o grupo é uma organização da sociedade civil, custeada com recursos próprios oriundos de doações e atua, especialmente, na Chapada dos Veadeiros. Como o período de seca está apenas começando, muito provavelmente será acionado novamente. Quem quiser contribuir com a ONG pode depositar qualquer quantia utilizando a seguinte chave Pix: CNPJ - 29.216.266/0001-58.
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Manhã na Clube: entrevistas com coronel Luiz Meira (PTB), Regina Sales e Maria Dulce
Manhã na Clube: entrevistas com José Maria Eymael, Rodrigo Floro e Chico Kiko (PP)
Leão se afasta de parque onde vive solto e assusta moradores de cidade africana
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco