Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

ATIVISMO

Luisa Mell protesta contra canil que contratou goleiro Bruno como garoto-propaganda

Publicado em: 25/06/2020 17:02 | Atualizado em: 25/06/2020 17:44

 (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Foto: Reprodução/Redes sociais
A ativista Luisa Mell protestou, nas redes sociais, contra um canil que contratou o goleiro Bruno como garoto-propaganda. Condenado pelo homicídio da modelo Eliza Samúdio em 2010, Bruno relatou à polícia ter esquarteado e jogado o corpo da mulher para os cachorros. 

"O que mais choca é que, quando surgiram as primeiras notícias sobre onde estaria o corpo de Eliza, diziam que cachorros da raça Rottweiler teriam comido. Certamente usaram do deboche para conseguir publicidade. Mas esqueceram que também são criminosos", ciriticou Luisa. 

Ela também se mostrou indignada com a progressão de pena de Bruno, que cumpre regime semiaberto desde 2019. "Primeiro que o Bruno deveria estar preso. Não me conformo que essas pessoas estão soltas, conseguem levar a vida, que tem 60 mil seguidores, isso pra mim é inaceitável", afirmou a ativista. 

Luisa aproveitou o desabafo para acusar o canil de "cortar as orelhas dos cachorros". "Mutilar animais sem recomendação veterinária, que seja para tratar o animal, é crime ambiental e qualquer pessoa que o faça está sujeita às penalidades previstas em lei. Cortar orelha de cachorro está proibido desde 2008. Eu, o delegado Bruno Lima e o perito ambiental Randel Silva vamos atrás de vocês, babacas", disparou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rua do Bom Jesus está no topo do ranking das mais belas, diz revista americana
Destaques da semana: restaurantes vão reabrir, Bom Jesus entre as mais belas ruas e volta do futebol
10/07 Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Itália proíbe entrada de viajantes brasileiros
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco