Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CORONAVÍRUS

Devido à pandemia, João de Deus deixará prisão para cumprir pena em casa

Publicado em: 30/03/2020 17:22 | Atualizado em: 30/03/2020 17:37

João de Deus foi condenado a mais de 40 anos de prisão por crimes sexuais (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
João de Deus foi condenado a mais de 40 anos de prisão por crimes sexuais (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O médium João de Deus, condenado a mais de 40 anos de prisão por crimes sexuais, vai deixar a penitenciária onde cumpre pena e passar para o regime domiciliar. O alvará de soltura foi concedido pela juíza Rosângela Rodrigues dos Santos, da Comarca de Abadiânia, a pedido do advogado de João de Deus, Anderson Van Guarlberto. 

No pedido, a defesa alegou que o condenado de 78 anos tem idade avançada, além de doenças crônicas, como remissão de câncer, hipertensão e problemas de coração. A expectativa é que a emissão do alvará saia ainda nesta semana, embora a decisão já tenha sido proferida desde a quinta-feira (26). 

De acordo com a decisão da juíza, alguma restrições foram impostas para o cumprimento da pena ser feito em casa: entrega do passaporte ao Judiciário, uso de tornozeleira eletrônica, proibição de frequentar a casa Dom Inácio de Loyola em Abadiânia, onde ministrava sessões espirituais e manter contato com as vítimas e testemunhas dos processos de crimes sexuais, que tramitam contra ele em segredo na Justiça.

Além dessas medidas, João de Deus não pode sair de Anápolis, onde reside, e deve comparecer ao Judiciário todo mês para informar as atividades exercidas na prisão domiciliar.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
De 1 a 5 : Cuidados com a luz são essenciais na rotina do trabalho remoto
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco