Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Brasil

Roraima

Mulher com mãos e pernas amputadas diz que teve benefício negado pelo INSS por não poder assinar os documentos

Publicado em: 23/01/2020 20:45 | Atualizado em: 23/01/2020 21:17

Foto: Rede Amazônica/Reprodução (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)
Foto: Rede Amazônica/Reprodução (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) negou o pedido de benefício de uma mulher sem mãos e sem pernas. É isso que afirma a ex-sinaleira Cleomar Marques. Segundo ela, representantes do órgão disseram que o benefício só poderia ser liberado se ela assinasse, mesmo diante da impossibilidade. 

O caso foi mostrado pelo Jornal Rondônia, da Rede Amazônica, uma filiada à Globo. Na matéria, Cleomar contou que teria entrado com três pedidos no INSS, desde dezembro de 2018, e todos foram recusados. Segundo relato da ex-sinaleira, após ver que não era possível assinar, uma atendente pegou os documentos, rasurou e descartou. 

Em nota divulgada, o instituto disse que "nenhum benefício foi negado em razão da falta de assinatura em requerimento". 

"Os dois pedidos de benefício analisados em 2019 foram protocolados em meio digital, com registros de assinatura por curador." O instituto diz ainda que "vai instaurar procedimento administrativo para apurar os fatos".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
O melhor passista do Recife é de Santo Amaro
Grêmio Musical Henrique dias é tradição e formação
Carlos da Burra, o homem que dá vida aos bonecos gigantes de Olinda
A paz é uma provocação
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco