Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CRIME

Caso Ágatha: Inquérito da Polícia Civil aponta que disparo partiu de cabo da PM

Publicado em: 19/11/2019 08:46 | Atualizado em: 19/11/2019 08:58

Ágatha tinha 8 anos. (Foto: Reprodução)
Ágatha tinha 8 anos. (Foto: Reprodução)
O disparo que provocou a morte da estudante Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, no Complexo do Alemão, partiu de um cabo da PM. A informação consta no inquérito da Polícia Civil sobre o caso, que deve ser enviado nesta terça-feira à Justiça. Há dois meses, no dia 20 de setembro, quando voltava da escola, dentro da condução, a menina foi morta.
 
O documento aponta um “erro de execução”,  o objetivo não era atingir a criança, mas dar um “tiro de advertência” para forçar a parada de dois homens que estavam numa motocicleta. O cabo teria confundido uma esquadria de alumínio com uma arma.

A dupla fugiu de uma blitz dentro do complexo. Em seguida, o PM fez o disparo. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Louvre reabre com público reduzido após mais de três meses fechado
De 1 a 5: Práticas para cuidar da saúde mental em casa
06/07 Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Músico vence limitações do distanciamento social oferecendo shows particulares por encomenda
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco