Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

Poços de Caldas FC

Justiça autoriza estreia do goleiro Bruno em novo time

Por: FolhaPress

Publicado em: 02/10/2019 14:38

Foto: Reprodução / Twitter
O goleiro Bruno Fernandes, 34, conseguiu autorização da Justiça e para estrear pelo Poços de Caldas FC no próximo sábado (5). O time é o segundo do ex-atleta do Flamengo desde que foi condenado pelo assassinato da ex-namorada, Eliza Samudio -o primeiro foi o Boa Esporte, em 2017.
 
A informação foi divulgado pelo Poços de Caldas nesta quarta-feira (2) e confirmada à Folha pela advogada de Bruno, Mariana Migliorini. A estreia será no estádio Benedito Bandola de Oliveira, o Bandolão, contra o Independente de Juruaia, também de Minas Gerais, às 15h. Ingressos serão vendidos por R$ 10.
 
Segundo o clube, a contratação de Bruno enfrentou "questões judiciais, junto à Federação Mineira de Futebol (FMF)".
 
Inicialmente, a partida seria contra o União Mogi, de Mogi das Cruzes (SP), no domingo (6). O jogo foi antecipado em razão da data autorizada pelo juiz para a viagem de Bruno, o que deu problema em agendas. Será o primeiro amistoso do Poços neste ano.
 
Ainda segundo o clube, Bruno segue morando em Varginha (MG), a 153 km de distância de Poços de Caldas, e precisará pedir nova autorização judicial para viajar para cada jogo.
 
Na decisão que autorizou a estreia, o juiz libera a saída de Bruno de Varginha às 6h e abre exceção para que retorne à cidade às 21h -pelas regras do semiaberto, ele deve estar em casa às 20h. O documento foi assinado na terça-feira (1º) e se baseia fundamentada pelo parecer favorável do Ministério Público.
 
O goleiro tem treinado em uma academia da cidade e em um espaço no Campo do Bonsucesso, locado pelo Poços de Caldas. Neste momento, a equipe não disputa nenhuma competição oficial (a última disputada pelo clube foi a terceira divisão de Minas Gerais, que só começa novamente em 2020). O time não revelou o valor do salário do atleta.
 
"Eu considero ele um dos melhores goleiros do Brasil e quero que meu time suba. Por isso ele faz parte do Poços de Caldas Futebol Clube", disse o presidente do clube, Paulo César da Silva.
Bruno cumpre pena de 20 anos e nove meses pelo assassinato de Eliza, ocorrido em 2010. Em julho, ele conseguiu voltar ao regime semiaberto, que autoriza que possa trabalhar durante o dia. O contrato com o Vulcão foi assinado em agosto, mas só autorizado agora pela comarca de Varginha.
 
A pena inicial era de 22 anos e três meses, mas foi reduzida pela prescrição do crime de ocultação de cadáver. Em setembro de 2017, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais validou a certidão de óbito de Eliza. O corpo dela nunca foi encontrado.
 
Ao jornal Folha de S.Paulo, o diretor da Kuatiloko, torcida organizada mais antiga do Poços de Caldas FC, disse que devem preparar um canto para ele.
 
"Claro que [a contratação de Bruno] gera polêmica e até mesmo revolta na sociedade. Aqui na cidade, não foi diferente. Há os que criticam e os que são a favor", afirmou Leonardo Santos, no fim de agosto. "Nossa parte como torcida é apoiar o clube em quaisquer circunstâncias.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Depois de campanha, estudante com altas habilidades ganha equipamento para assistir a videoaulas
26/05: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
A pandemia em Pernambuco - notícias de 25/05
Curados da Covid-19 ressaltam importância do isolamento
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco