Arrombamento BH: mãe recebe doação após furto de cadeira de roda de filha com paralisia

Por: Correio Braziliense - Correio Braziliense

Publicado em: 10/10/2019 20:33 Atualizado em: 10/10/2019 20:45

Na segunda (8/10), na Vila Clóris, na Região Norte de Belo Horizonte, ladrões levaram a cadeira de rodas da filha de Patrícia Kele, Ana Luiza - Foto: Reprodução/Facebook.
Na segunda (8/10), na Vila Clóris, na Região Norte de Belo Horizonte, ladrões levaram a cadeira de rodas da filha de Patrícia Kele, Ana Luiza - Foto: Reprodução/Facebook.
Um caso de furto inusitado demonstrou a solidariedade de pessoas desconhecidas frente à insensibilidade dos criminosos. Na segunda (8/10), na Vila Clóris, na Região Norte de Belo Horizonte, ladrões levaram a cadeira de rodas da filha de Patrícia Kele, Ana Luiza. "Acabaram de roubar a cadeira de rodas da minha filha, peço que compartilhem muito, para a saúde, qualidade de vida dela. É um objeto de grande importância", escreveu a mãe em um post nas redes sociais que foi compartilhado por centenas de pessoas.

"Meu Deus, que mundo é esse, não dá nem pra acreditar que existe ladrão quê está roubando até cadeira de rodas de uma criança que necessita dela para ter uma vida melhorzinha. Aí vocês vêm e rouba (sic). Quê Deus toque no coração de quem fez isso (...). Eu tenho uma criança especial e sei como é difícil conseguir tudo isso prá eles. Não é fácil , quê Deus abençoe essa criança quê vai conseguir de volta. amém ", escreveu uma mãe solidarizando-se com Patrícia.



Além dos comentários em apoio à família, em menos de 24 horas, a menina recebeu a doação de uma outra cadeira de rodas. "Venho comunicar a todos que a cadeira da Ana Luiza ainda não foi encontrada...Mas com a graça de Deus ganhei está daí,com a solidariedade da família do Sr Aderaldo do Barreiro de Cima , que juntamente com a instituição AMR fará toda a adaptação adequado para ela", relatou.

ARROMBAMENTO
De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o furto ocorreu em prazo de menos de duas horas que a família deixou o veículo estacionado na rua dos Bacuraus. De acordo com o relato, o carro foi estacionado às 19h e, quando a família retornou, por volta das 21h, a porta dianteira do veículo, do lado passageiro, já estava com a maçaneta estourada e a cadeira de rodas já havia sido subtraída.



No post, a mãe explica que a cadeira de rodas é fundamental para a qualidade de vida da menina, que tem paralisia cerebral e limitações motoras. "Para quem roubou ou irá vender ao ferro velho e só dinheiro, até pago quem a me devolver. Ela está com problema de quadril e coluna, é uma adolescente com paralisia cerebral de nível alto", escreveu.



A mãe lembra que, sem a cadeira, a menina sofre muito. "Até mesmo para que chegue uma cadeira nova é demorado para ela, provocará muitas dores", completou.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.