Mercado Marcas como Vans, Timberland e Kipling suspendem compra de couro brasileiro

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 28/08/2019 09:48 Atualizado em: 28/08/2019 10:29

Divulgação/Internet
Divulgação/Internet
De acordo com informações do CICB (Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil) enviadas ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, na terça-feira (27), as notícias das queimadas na região amazônica levou marcas internacionais como Timberland, Vans e Kipling a suspenderem a compra de couro brasileiro. 

Além do foco nos incêndios, há a relação com o agronegócio no país, contexto que influencia diretamente no posicionamento adotado pelas marcas. 

Segundo o presidente da CICB, José Fernando Bello, o comunicado preocupa.

"São alguns dos principais importadores mundiais. Este cancelamento foi justificado em função de notícias relacionando queimadas na região amazônica ao agronegócio do país", disse Bello, no documento.

Além das empresas citadas, outras marcas como Dickies, Kodiak, Terra, Walls, Workrite, Eagle Creek, Eastpack, JanSport, The North Face, Napapijri, Bulwark, Horace Small, Icebreaker, Smartwoll e Altra já solicitaram a suspensão de compra de couro.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.