Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

medida

Comissão aprova projeto de lei que recupera conteúdo da MP do Saneamento

Publicado em: 04/06/2019 15:32

Foto: Minervino Junior/CB/D.A Press

A Comissão de Infraestrutura do Senado aprovou projeto de lei que atualiza o marco legal do Saneamento no País e recupera o conteúdo da medida provisória sobre o tema que perdeu a validade. O texto foi encaminhado ao plenário da Casa e ainda depende de acordo para ser votado.

 

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou que o projeto poderá ser votado ainda nesta terça-feira (4), no plenário. O cenário, ponderou, precisa passar por um acordo dos parlamentares com os governadores do Nordeste. 

 

O projeto recupera o conteúdo da MP do Saneamento com alterações feitas na comissão por onde passou a medida, que perdeu a validade. Um dos pontos polêmicos é o dispositivo que acaba com os chamados contratos de programa, firmados entre Estados e municípios e que permitem a operação do sistema apenas por empresas públicas. Pelo projeto, os serviços passam a ser prestados por meio de contratos de concessão, disputados também pela iniciativa privada.

 

Um grupo de governadores é contra o item alegando que as alterações inviabilizam as empresas estaduais de saneamento. A solução apresentada durante a discussão na MP, e que se repete agora no projeto, é prever que Estados possam organizar um bloco de municípios para conceder o serviço, colocando na mesma licitação cidades maiores e aquelas que não seriam atrativas para a iniciava privada se fossem licitadas individualmente. 

 

De acordo com Bezerra, os governadores de Pernambuco (Paulo Câmara), Ceará (Camilo Santana) e Bahia (Rui Costa) sugeriram uma alteração permitindo que a permanência dos Estados nos contratos de programa seja prorrogada por 48 meses. "Já tem manifestações favoráveis, mas é preciso saber se todos os governadores apoiam", ponderou. 

 

O texto aprovado na comissão foi apresentado na segunda-feira pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) para substituir a Medida Provisória 868/2018 e teve como relator o senador Roberto Rocha (PSDB-MA).  

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Notícias do dia: Enem só em 2021, Bom Jesus entre as ruas mais belas e gays podem doar sangue
Moro: Lula e Bolsonaro são extremos a serem evitados
08/07 Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Notícias do dia: Bolsonaro doente e sem máscara, futebol vetado e inscrição para testar vacina
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco