Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Brasil

INCÊNDIO

Incêndio em Brasília deixa 35 famílias sem casas

Publicado em: 12/05/2019 15:41 | Atualizado em: 12/05/2019 15:53

No fim da manhã, as famílias atingidas foram levadas para a Administração Regional do Recanto das Emas. Foto: Caroline Cintra/CB/D.A Press
Trinta e cinco famílias perderam tudo o que tinham no incêndio que atingiu dezenas de casas no Recanto das Emas, durante a madrugada deste domingo de Dia das Mães (11/5). Ainda não se sabe como o fogo surgiu, mas as chamas destruíram barracos, queimaram móveis e acabaram com todos os pertences pessoais de adultos e crianças, como roupas e objetos de higiene pessoal. Não sobraram nem alimentos.

O autônomo Gedeon Almeida, 44 anos, mora em frente a área afetada.  Ele conta que acordou assutado com gritos e quando saiu de casa viu todos os lotes pegando fogo "A sensação foi muito ruim. Muitas crianças chorando. Uma cena de terror mesmo, mas a gente conseguiu ajudar e, graças a Deus, não teve vítima", destacou. O homem disse viu moradores acordando e batendo na porta de outros barracos para despertar os vizinhos. 

O tenente da Comunicação do Corpo de Bombeiros Paulo Jorge, explicou que ainda não há suspeitas do que pode ter causado o incêndio. "Será feita uma perícia e dentro de 30 dias a gente terá uma resposta concreta", esclareceu.

Reunião na Administração Regional 
 
No fim da manhã, as famílias atingidas foram levadas para a Administração Regional do Recanto das Emas. Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) estudam ações de assistência social e acomodação das pessoas que estão desalojadas. 

A administração também deu início a uma campanha de doação de alimentos e itens de higiene pessoal. Quem puder, pode levar os produtos até a sede do local, na Avenida Vargem Bênção.

Benefícios concedidos 

Em nota, a Sedes disse que montou um posto de atendimento avançado da Unidade de Proteção Social 24h na Administração Regional do Recanto das Emas desde as primeiras horas da manhã de domingo, onde as famílias estão solicitando o benefício eventual de R$ 408. O dinheiro também pode ser convertido para bens de consumo, como alimentos, roupas e itens de higiene pessoal.

Nestes casos, outra hipótese de assistência é por meio do benefício excepcional, ou seja, um auxílio em razão do desabrigo temporário de famílias em vulnerabilidade social. O benefício é exclusivo ao pagamento de aluguel de imóvel residencial e é concedido em prestações men­sais no valor de até R$ 600, por até 6 meses, podendo ser prorrogado por igual período.

Para atender às famílias de maneira emergencial, serão disponibilizadas 80 cestas básicas, das quais 25 começaram a ser entregues. Quinze famílias estavam sendo atendidas até as 12h. As outras estão em casa de parentes, mas ficaram de voltar a Administração Regional. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Maria, mãe de um povo ferido
Confira a estreia do programa In set
Educação humanizadora e não violência nas escolas
João e os 50 anos de colunismo social
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco