Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

CINEMA

Programação da 8ª Mostra Ambiental de Cinema do Recife começa hoje

MARÉ segue até o dia 10 de dezembro, com exibições de curtas e longas-metragens no Teatro do Parque e no Econúcleo da Jaqueira

Publicado em: 05/12/2023 16:19

 (Divulgação)
Divulgação
A 8ª Mostra Ambiental de Cinema do Recife (MARÉ) já está acontecendo e segue até o dia 10 de dezembro, com exibições de curtas e longas-metragens no Teatro do Parque e no Econúcleo da Jaqueira. Além das sessões, a MARÉ apresenta uma programação recheada de debates, oficinas e intervenções ambientais. O carro chefe dessa edição será a exibição inédita do premiado documentário A Invenção do Outro, do cineasta Bruno Jorge, que acompanha o trabalho de um grupo de indigenistas na busca do primeiro contato com povos isolados da região do Vale do Javari, divisa da floresta amazônica brasileira com o Peru e a Bolívia. No filme, que será exibido hoje às 19h30, um dos indigenistas do grupo é o pernambucano Bruno Pereira, que foi brutalmente assassinado junto com o jornalista Dom Philips, em 5 de junho de 2022.

Serão disponibilizados 21 curtas-metragens através do site oficial, que ficarão disponíveis na plataforma para visualização online até o final da Mostra, no dia 10. Hoje e amanhã acontecerão as exibições de curtas e longas no período da noite, no Teatro do Parque. A entrada será gratuita, com ingressos disponíveis nas bilheterias do espaço 1 hora antes das sessões. No dia 7, a MARÈ chega ao Econúcleo do Parque da Jaqueira, com exibição de curtas ambientais ao ar livre, aberto ao público. Nos dias 6, 7 e 8 ocorrerão os debates, sempre online e no mesmo horário, a partir das 14h.

"A 8ª MARÉ acontece em um momento muito importante para o debate sobre o meio ambiente e sustentabilidade no Recife, no Brasil e no mundo. Acreditamos que o cinema é uma ferramenta potente de educação ambiental, que pode contribuir e muito para soluções e iniciativas que podem ser transformadoras”, afirma Rafael Buda, coordenador geral da Mostra.
 
Em todas as edições anteriores foram realizadas oficinas e debates no intuito de introduzir jovens e adultos no mundo do audiovisual, com uma pegada ambiental e social. Dessa vez não será diferente, a 8ª MARÉ apresenta uma programação de debates com convidados e convidadas que se destacam em suas áreas. Cineastas, gestores públicos e representantes da sociedade civil estarão à disposição do público para debater e contribuir com os eixos norteadores da Mostra, sendo eles: Povos e Territórios; Ecossistemas e Biodiversidade; Cidades e Conflitos.

Nesta edição, a MARÉ será realizada em parceria com o Instituto Toró, que promove ações nas áreas das mudanças climáticas, das tecnologias e cultura. Com essa junção, a MARÉ se robustece e fortalece a discussão sobre os desafios atuais da sociedade. Para Ranielle Vital, presidenta do Toró, espaços como a MARÈ podem ser decisivos para integrar a sociedade na luta contra os efeitos da crise climática, “precisamos chegar em todos os setores da sociedade com a mensagem de que um planeta equilibrado ambientalmente é possível. Para isso, precisamos de ações efetivas desde já, envolvendo poder público e população. Nesse ponto, ter espaços culturais como a MARÉ são fundamentais, porque a mensagem chega nas pessoas de forma leve e cativante. O cinema abre portas para o debate e ações”.

Como atividade formativa, será realizada a oficina “O mundo e o minuto”, com a cineasta Camila Nascimento, tendo como público os alunos da Escola Professor Motta e Albuquerque, na Tamarineira, de 6 a 8 de dezembro. Direcionada para o público jovem, a oficina é uma introdução àlinguagem audiovisual a partir de dispositivos móveis, que terá como produto final 5 minidocumentários de 1 minuto sobre os desafios ambientais do Recife.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Mergulho no Brasil é uma possibilidade para os turistas chineses
Cenas da China aparecem em meio ao barroco brasileiro e intrigam pesquisadores
Ao vivo no Marco Zero 09/02 - Carnaval do Recife 2024
Trinta anos de amor de um brasileiro pelo kung fu chinês
Grupo Diario de Pernambuco