Diario de Pernambuco
Busca

LGBTQIA%2b

Repressão LGBTQIA+ afeta uma comunidade já frágil no Líbano

Por: AFP

Publicado em: 07/07/2022 10:41

 (Foto: Brielle French/Unsplash)
Foto: Brielle French/Unsplash
A comunidade LGBTQIA+ do Líbano está mais uma vez na mira das autoridades, com reuniões proibidas e ativistas homossexuais assediados. 

Essas medidas afetam uma comunidade que já perdeu vários de seus locais de encontro, destruídos após a explosão do porto de Beirute em 2020, e parte da qual deixou o país devido à grave crise econômica que atravessa. 

No final de junho, o ministro do Interior, Bassam Mawlawi, pediu às forças de segurança "que tomem imediatamente as medidas necessárias" para reprimir eventos "que favoreçam a perversão sexual", aludindo às atividades da comunidade LGBTQIA . 

"É muito intimidante e assustador ser homossexual no Líbano neste momento", afirma Tarek Zeidan, diretor da associação Helem, considerado o principal grupo árabe de defesa dos direitos das pessoas LGBTQIA . 

"Tememos que seja um sinal de uma nova série de tentativas de restringir os direitos individuais, civis e políticos das pessoas LGBTQIA ", acrescenta. 

O Líbano, um mosaico de 18 comunidades religiosas cristãs e muçulmanas e um dos países mais liberais do Oriente Médio, é considerado mais "tolerante" do que outros Estados árabes em relação à homossexualidade.

No entanto, as instituições religiosas ainda exercem uma grande influência nos assuntos sociais e culturais.  

No passado, a polícia invadiu boates e outros locais frequentados pela comunidade LGBTQIA e algumas de suas reuniões são regularmente proibidas ou canceladas devido a ameaças. 

Mas a última decisão do governo - considerada "ilegal" por grupos de direitos humanos - representa mais um golpe para essa comunidade. 

A ONG britânica Oxfam destaca que essa comunidade já foi enfraquecida pela devastadora explosão no porto de Beirute que destruiu os locais onde se encontrava. Além disso, como muitos libaneses, alguns membros dessa comunidade aderiram ao êxodo ao exterior, isolando ainda mais os homossexuais remanescentes no país. 

Em 2018, uma decisão judicial que determinou que as relações sexuais consensuais entre pessoas do mesmo sexo não eram mais ilegais deu esperança à comunidade LGBTQIA , mas a homossexualidade ainda pode ser punida por lei. 

A última medida do Ministério do Interior "realmente exacerba esse sentimento de medo" de viver no Líbano, explica Zeidan. Também provocou ameaças e declarações homofóbicas de políticos, líderes religiosos e grupos religiosos radicais.

Os manifestantes anti-homossexuais exigiram que o Estado reprimisse ainda mais a comunidade LGBTQIA , e foram organizadas conferências sobre os "riscos" da homossexualidade, bem como sobre terapias de conversão.

Rasha Yunes, da Human Rights Watch, denuncia a medida de junho, protestando contra uma "total falta de estrutura legal" e "um precedente perigoso". 

Ativistas dizem que receberam telefonemas de membros da polícia "indicando claramente que estão monitorando suas contas nas redes sociais", observou Yunes.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Deputado Joel da Harpa elabora PL contra a publicidade de alimentos ricos em açúcar nas escolas

12/08/2022 às 22h44

Novo diretor da Anvisa toma posse nesta sexta-feira

12/08/2022 às 22h42

Encontro de candidatas negras do Nordeste debate projeto político contra o racismo

12/08/2022 às 22h10

Silvio Costa critica Marília Arraes por escolha de candidato ao Senado

12/08/2022 às 21h50

TSE divulga cálculo para distribuição de tempo no horário eleitoral

12/08/2022 às 21h41

Novo diretor da Anvisa toma posse nesta sexta-feira

12/08/2022 às 21h39

Diagnóstico de monkeypox será feito em todos os Lacens até agosto

12/08/2022 às 21h38

Roberto Jefferson registra candidatura à Presidência no TSE

12/08/2022 às 21h36

Single de Beyoncé conquista a primeira posição da Billboard Hot 100

12/08/2022 às 21h30

FBI diz ter apreendido documentos classificados na mansão de Trump

12/08/2022 às 21h24

Confira os resultados da Quina 5922 e da Lotomania 2351 desta sexta

12/08/2022 às 21h18

Ator e comediante Kenan Thompson vai apresentar o Emmy 2022

12/08/2022 às 21h15

Wyden aproveita o crescimento do EAD e aumenta o seu portfólio de cursos nesta modalidade

12/08/2022 às 21h13

Masterboi inaugura a sua primeira planta frigorífica no Nordeste

12/08/2022 às 21h09

HBO Max pode demorar 45 dias para receber os lançamentos da Warner

12/08/2022 às 21h00

Varíola do macaco: empresa brasiliense submete dois testes à Anvisa

12/08/2022 às 20h51

Defesa afirma que supersalários divulgados 'apresentam incorreções'

12/08/2022 às 20h49

Ludmilla anuncia data de lançamento de Numanice #2 ao vivo

12/08/2022 às 20h48