Diario de Pernambuco
Busca

AFEGANISTÃO

Líder supremo Talibã comparece a encontro de religiosos em Cabul

Por: AFP

Publicado em: 01/07/2022 08:33

 (Foto: STR / Afghan Taliban / AFP)
Foto: STR / Afghan Taliban / AFP
O líder supremo do movimento Talibã, Hibatullah Akhundzada, apareceu em público nesta sexta-feira (1) em Cabul, onde participou em uma assembleia de autoridades religiosas convocada pelo regime para consolidar seu poder.

Akhundzada, que normalmente vive afastado da vida pública, discursou na assembleia.

Ele foi recebido com aplausos e aos gritos de "longa vida ao Emirado Islâmico do Afeganistão", nome oficial do regime.

Mais de 3.000 religiosos e líderes tribais estão reunidos desde quinta-feira na capital afegã para um conselho de três dias que pretende legitimar o regime Talibã.

A imprensa afegã especulava há vários dias sobre a possível participação de Akhundzada no evento. 

O líder do Talibã não havia sido filmado ou fotografado em público desde a chegada ao poder do movimento fundamentalista em agosto do ano passado. Apenas mensagens de áudio de Akhundzada, foram divulgadas, mas sem a possibilidade de verificação por fontes independentes.

Apesar da discrição, Akhundaza, que de acordo com algumas estimativas tem mais de 70 anos, mantém, segundo analistas, um controle rígido sobre o movimento Talibã e ostenta o título de "Comandante dos Fiéis".

Sem mulheres 
 
A participação das mulheres foi vetada na assembleia. Os talibãs consideraram que não era necessário porque elas seriam representadas pelos homens de suas famílias.

Uma fonte talibã disse à AFP no início da semana que os participantes do conselho teriam permissão para criticar o governo e que alguns temas delicados, como a educação das mulheres - objeto de debate inclusive dentro do movimento -, estariam na agenda

No fim de março, o Talibã fechou as escolas de Ensino Médio para as meninas, poucas horas depois da reabertura. A decisão foi uma ordem de Akhundzada, de acordo com várias fontes do movimento.

Os talibãs retornaram em grade medida à interpretação extremamente rigoroso que marcou seu primeiro período no poder, entre 1996 e 2001.

Eles restringiam os direitos das mulheres, que foram excluídas dos cargos públicos e forçadas a usar o véu integral em público. 

Também proibiram música não religiosa, a representação de rostos humanos em anúncios publicitários e a exibição de filmes ou séries em que aparecem mulheres sem véu. E pediram aos homens que usem roupas tradicionais e deixem a barba crescer.

Apesar das fortes medidas de segurança ao redor da assembleia, na quinta-feira dois homens armados conseguiram se aproximar da Universidade Politécnica de Cabul, local do encontro, e foram mortos.

Fontes talibãs afirmaram que os dois abriram fogo a partir do teto de um imóvel próximo, mas foram "eliminados rapidamente".

Obediência 
 
O movimento Talibã divulgou poucos detalhes sobre a assembleia tradicional, conhecida como "jirga", na qual as divergências devem ser resolvidas por consenso.

A imprensa não está autorizada a acompanhar conselho, mas alguns discursos foram transmitidos pela rádio pública, a maioria com pedidos de unidade e apoio ao regime.

"A obediência é o princípio mais importante do sistema", declarou Habibullah Haqqani, que preside o conselho.

"Devemos obedecer a todos os nossos dirigentes, em todos os assuntos", acrescentou.

Um influente imã disse que qualquer pessoa que tentar derrubar o regime deve ser decapitada.

"Esta bandeira (Talibã) não foi hasteada facilmente, e não será retirada facilmente", disse Mujib ur Rahman Ansari, imã da mesquita de Gazargah, em Herat (oeste).

"Todos os eruditos religiosos do Afeganistão devem concordar... que qualquer um que cometa um ato contra nosso governo islâmico deve ser decapitado e eliminado", concluiu.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Deputado Joel da Harpa elabora PL contra a publicidade de alimentos ricos em açúcar nas escolas

12/08/2022 às 22h44

Novo diretor da Anvisa toma posse nesta sexta-feira

12/08/2022 às 22h42

Encontro de candidatas negras do Nordeste debate projeto político contra o racismo

12/08/2022 às 22h10

Silvio Costa critica Marília Arraes por escolha de candidato ao Senado

12/08/2022 às 21h50

TSE divulga cálculo para distribuição de tempo no horário eleitoral

12/08/2022 às 21h41

Novo diretor da Anvisa toma posse nesta sexta-feira

12/08/2022 às 21h39

Diagnóstico de monkeypox será feito em todos os Lacens até agosto

12/08/2022 às 21h38

Roberto Jefferson registra candidatura à Presidência no TSE

12/08/2022 às 21h36

Single de Beyoncé conquista a primeira posição da Billboard Hot 100

12/08/2022 às 21h30

FBI diz ter apreendido documentos classificados na mansão de Trump

12/08/2022 às 21h24

Confira os resultados da Quina 5922 e da Lotomania 2351 desta sexta

12/08/2022 às 21h18

Ator e comediante Kenan Thompson vai apresentar o Emmy 2022

12/08/2022 às 21h15

Wyden aproveita o crescimento do EAD e aumenta o seu portfólio de cursos nesta modalidade

12/08/2022 às 21h13

Masterboi inaugura a sua primeira planta frigorífica no Nordeste

12/08/2022 às 21h09

HBO Max pode demorar 45 dias para receber os lançamentos da Warner

12/08/2022 às 21h00

Varíola do macaco: empresa brasiliense submete dois testes à Anvisa

12/08/2022 às 20h51

Defesa afirma que supersalários divulgados 'apresentam incorreções'

12/08/2022 às 20h49

Ludmilla anuncia data de lançamento de Numanice #2 ao vivo

12/08/2022 às 20h48