Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

INTERFERÊNCIA NA PF

Bolsonaro pede que STF suspenda decisão de Moraes sobre caso Milton Ribeiro

Publicado em: 06/07/2022 17:50

 (crédito: Cleber Caetano/PR)
crédito: Cleber Caetano/PR
O presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão da decisão do ministro Alexandre de Moraes para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre a suposta interferência dele na investigação de corrupção no Ministério da Educação. O chefe do Executivo teria alertado o ex-ministro Milton Ribeiro sobre a operação da Polícia Federal (PF) que resultou na prisão dele, posteriormente revogada. Ribeiro é investigado pela suspeita de envolvimento em um esquema de propina no MEC. 

O recurso foi apresentado pelo advogado-geral da União, Bruno Bianco, na noite de terça-feira (5). O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou, no dia 28 de junho, ao procurador-geral da República, Augusto Aras, um pedido para que o presidente fosse investigado a respeito da suposta interferência no trabalho da Polícia Federal contra Milton Ribeiro. A solicitação atende a um pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). A determinação foi juntada ao inquérito instalado no STF após a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça.

A AGU argumenta duplicidade nas investigações e pede que o recurso seja analisado pelo plenário do Supremo, o que não será possível por conta do recesso na Corte."Em outras palavras, o gravame repousaria na circunstância de que, com a oitiva da PGR, o despacho em tela teria autorizado de maneira implícita que os fatos levantados pelo Sr. Senador da República possam ser escrutinados diretamente no presente INQ 4.831/DF, a despeito não somente da manifesta ausência de justa causa para a manutenção do inquérito, como também da ausência de conexão entre as matérias, sendo certo que o cenário trazido pelo peticionante já é objeto do INQ 4.896/DF, relatado pela Sra. Ministra Carmen Lúcia, juíza natural para o tema no âmbito do STF", apontou em documento.

No último dia 23, o desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), deferiu liminar e cassou a prisão preventiva de Ribeiro. Também foram revogadas as prisões dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, e dos ex-assessores Helder Diego da Silva Bartolomeu e Luciano de Freitas Musse.

No mesmo dia, em mensagem a colegas da PF, o delegado Bruno Calandrini, responsável pelo pedido de detenção de Ribeiro e pela condução das investigações — batizadas de Operação Acesso Pago —, disse que o ex-ministro foi "tratado com honrarias não existentes na lei".

Logo após a prisão de Ribeiro, o juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal de Brasília, determinou a transferência do ex-ministro de Santos (SP) para Brasília, onde ocorreria a audiência de custódia. A defesa do pastor evangélico, porém, entrou com um pedido para que a audiência ocorresse por videoconferência.

Em interceptação de ligações telefônicas do ex-ministro, em uma delas, no dia 9 de junho, Ribeiro contou à filha ter conversado por telefone com Bolsonaro e que ele disse ter um "pressentimento" de que "eles podem querer atingi-lo através de mim". Na conversa com a filha, Milton diz ainda que Bolsonaro lhe disse que "acha que vão fazer uma busca e apreensão". “Hoje, o presidente me ligou. Ele está com um pressentimento, novamente, de que podem querer atingi-lo através de mim”. “Ele acha que podem querer fazer uma busca e apreensão em casa. É muito triste”, finalizou na data.

Já nesta quarta-feira (6), a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou para a Procuradoria-Geral da República as suspeitas de que Bolsonaro interferiu nas investigações com a ligação. A PGR deverá agora avaliar se há elementos para abrir uma manifestação formal contra o chefe do Executivo.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com dr. Heitor Medeiros e André Navarrete (Innovation Meeting)
Em busca de água, indígenas brasileiros encontram novo lar
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Grupo Diario de Pernambuco