Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

DECLARAÇÃO

Bolsonaro faz propaganda de gasolina 'mais barata', ideologias e ataca Lula

Publicado em: 01/07/2022 20:41

 (Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet devem seguir com agenda em Salvador neste sábado (2). Foto: Reprodução/Facebook/Jair Bolsonaro)
Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet devem seguir com agenda em Salvador neste sábado (2). Foto: Reprodução/Facebook/Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro (PL) viajou nesta sexta-feira (1°) para a Bahia. Nas cidades visitadas, o líder do Executivo fez propagada sobre o barateamento da gasolina, reforçou a defesa de pautas ideológicas e críticas a governadores.

Em passagem por Cruz das Almas, no que chamou de "pouso inopinado", o chefe do Executivo aproveitou para atacar governadores que ingressaram na Justiça contra a lei que limita o teto de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis e energia.

“O mundo todo tem problemas, em especial com combustíveis e preços de alimentos. Mas estamos superando isso. No Brasil todo, já começa a cair o preço dos combustíveis. Infelizmente, na Bahia o governador não quer reduzir o preço dos combustíveis, entrou na Justiça mas vai perder, vai ganhar o nosso povo", disse ao ser ovacionado ao som de "mito, mito".

Os estados temem que a "queda abrupta" de arrecadação possa impactar em áreas como saúde e educação.

“É muito bom estarmos entre o povo que tem Deus no coração. Dizer a vocês que, como sempre, nós somos contra o aborto, contra a legalização das drogas, contra a ideologia de gênero. Nós defendemos a família acima de tudo. Temos tudo para sermos uma grande nação. Estamos mudando o Brasil não com discurso, mas com ações”, alegou.

Bolsonaro também voltou a dizer que o vermelho simboliza “tudo de ruim que acontece em nosso Brasil”.

“Encontrar nosso Brasil pintado com as cores verde e amarela, as cores do trabalho, da esperança e da prosperidade. O vermelho significa tudo de ruim que acontece em nosso Brasil”, declarou.

Em Feira de Santana, pela manhã, em visita às obras do Rodoanel, o chefe do Executivo questionou aos apoiadores presentes se eles estavam gostando da redução no preço dos combustíveis e afirmou que o crédito pela proposta de redução de ICMS nos combustíveis é de sua gestão.

E aproveitou para criticar novamente os governadores do Nordeste que entraram na Justiça dizendo que os mesmos querem “extorquir o contribuinte brasileiro”. Distrito Federal, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul também protocolaram a ação. Bolsonaro ameaçou que a redução dos valores “se fará de uma forma ou de outra”.

“Doze governadores entraram na Justiça. Desses 12, todos os nove do Nordeste, inclusive o da Bahia. Mas a força da lei se fará presente, essa redução se fará de uma forma ou de outra”, alegou, ressaltando que o vermelho é uma cor “profundamente ligada à corrupção e aos desmandos”.

Já na última agenda local, em cerimônia de inauguração da Restauração do Casarão da Filarmônica Terpsícore Popular, em Maragogipe, Bolsonaro bardou ideologias à base eleitoreira. “Acreditamos em Deus, defendemos a família, somos contra o aborto, somos contra a ideologia de gênero e somos contra a liberação das drogas. Nós respeitamos acima de tudo a vontade de cada um de vocês”, disse.

O chefe do Executivo também falou sobre a economia e ações do governo como o aumento da mensalidade do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 e do Vale Gás: “É um governo que atende a todos e tem um olhar muito especial aos mais humildes. Também no dia de ontem, dobramos o valor do auxílio gás para os brasileiros. Dizer a vocês que entregamos obras por todo o Brasil mas isso não é virtude, é obrigação de qualquer chefe do Executivo”.

Bolsonaro novamente inflamou a plateia contra governadores em relação ao imposto em combustíveis.

“Estamos indo bem, mas parece que a Bahia resiste em diminuir o preço da gasolina. Faltam alguns poucos governadores fazerem o mesmo”, emendou ao som de “Fora Rui".

Por fim, criticou medidas adotadas por líderes municipais e estaduais em meio à pandemia, destacando que “jamais fecharia uma casa de comércio ou igreja”.

“As questões materiais nos afligem mas são passageiras. No resto das coisas, o mais importante são as questões imateriais que tratam da nossa alma, do nosso futuro eterno. Também passa muitas vezes por decisões do governo federal. Fiquem tranquilos: jamais eu fecharia uma igreja pelo Brasil como aconteceu durante a pandemia. Jamais eu fecharia uma só casa de comércio pelo Brasil. Eu sempre respeitei a vontade da nossa população tendo como marco principal a nossa liberdade. Jamais exigi passaporte vacinal para qualquer um de vocês”, continuou — em tom de orgulho.

Por fim, pediu que a população decida as eleições de outubro levando em conta a “razão” e, que na dúvida, peçam orientação aos mais velhos, como pais ou avós, sobre quem votar.

“Brevemente teremos um dia muito importante pela frente eu só peço uma coisa a vocês: não decidam com o coração ou com emoção, decidam com a razão e, na dúvida se oriente com os mais antigos, com seus pais e seus avós e tenham a certeza, nós continuaremos a transformação de nosso país”, concluiu.

Neste sábado (2), por volta das 12h, Bolsonaro desembarca em Salvador para a cerimônia de imposição de insígnias da Ordem do Rio Branco na base aérea. Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet também cumprirão agenda na cidade.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com dr. Heitor Medeiros e André Navarrete (Innovation Meeting)
Em busca de água, indígenas brasileiros encontram novo lar
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Grupo Diario de Pernambuco