Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

EUA

Conheça as professoras heroínas que tentaram proteger alunos em ataque

Publicado em: 25/05/2022 18:42

 (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Foto: Reprodução/Redes Sociais
As autoridades norte-americanas identificaram algumas das vítimas do massacre em uma escola nesta terça-feira (24) na cidade de Uvalde, no Texas. Entre as 21 pessoas que morreram, estão 19 estudantes de até 10 anos e as professoras do ensino infantil Irma Garcia e Eva Mireles, tidas como heroínas por tentarem proteger os alunos do ataque.

Um rapaz de 18 anos que estudou no colégio Robb Elementary School é o suspeito do massacre. Ele foi morto durante a ação.

Familiares das professoras confirmaram as mortes nas redes sociais e compartilharam homenagens. John Martinez, sobrinho de Irma, disse que ela "morreu como uma heroína". Ela lecionava havia 23 anos, era casada e tinha quatro filhos, segundo o site de notícias Sky News.

"Minha tia não conseguiu (sobreviver), ela se sacrificou protegendo as crianças em sala de aula. Eu imploro para que vocês mantenham minha família, incluindo a dela, nas orações de vocês. Irma Garcia é o nome dela e ela morreu como uma heroína. Ela era amada por muitos e fará muita falta", escreveu.
 
 

A família da professora criou uma vaquinha on-line para arrecadar fundos para realizar o funeral, além de cobrir outras despesas. Até agora, já foram doados US$ 27.540 (cerca de R$ 133 mil, na cotação atual) dos US$ 30 mil (R$ 144 mil) que a família precisa.

A outra docente vítima do ataque, Eva Mireles, também foi homenageada. Em uma publicação no Facebook, a filha a descreveu como a "melhor amiga". Ela lecionava havia 17 anos, era bilíngue, tinha apenas uma filha e era casada com um policial, cujo distrito escolar agora investiga o ataque.

"Eu quero que você volte para mim, mãe. Sinto sua falta mais do que as palavras podem explicar. Minha linda mãe, obrigada pelas lembranças mais engraçadas, pelos melhores momentos da minha vida, por ser minha melhor amiga e a melhor mãe que alguém poderia pedir. Você é tão conhecida por muitos agora e estou tão feliz que as pessoas saibam seu nome e vejam seu lindo rosto e saibam como é uma heroína", escreveu.

"Eu cuidarei de nossos cães e sempre direi seu nome para que você seja sempre lembrada, Eva Mireles, professora da 4ª série da Robb Elementary, que de forma altruísta pulou na frente de seus alunos para salvar suas vidas", concluiu. 

Lydia Martinez Delgado, tia de Eva, exigiu leis mais rígidas sobre armas, conforme noticiou o jornal Independent.

"Estou furiosa que esses tiroteios continuem. Essas crianças são inocentes. Os rifles não deveriam estar facilmente disponíveis para todos. Esta é minha cidade natal, uma pequena comunidade de menos de 20 mil habitantes. Nunca imaginei que isso aconteceria com pessoas especialmente queridas", disse ela.

As crianças vítimas do ataque
 
 (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Foto: Reprodução/Redes Sociais
 
 
As identidades das crianças vítimas do ataque estão sendo divulgadas aos poucos. Dos 19 mortos, oito já foram identificados. Uziyah, 9, e Xavier, 10, foram os primeiros a serem confirmados.

Manny Renfro, avô de Uziyah, lamentou a morte do menino, descrevendo ele como "o garotinho mais doce" que já havia conhecido. Lisa Garza, prima de Xavier, disse que ele era muito "animado" e que "adorava dançar com os irmãos e a mãe. Isso afeta todos nós."

As outras vítimas confirmadas são Amerie Jo Garza, Jose Flores, Annabell Guadalupe Rodriguez, Nevaeh Bravo, Rojelio Torres e Ellie Lugo — todos com idades entre 9 e 10 anos.

Angel, pai de Amerie Jo, compartilhou a notícia no Facebook. "Meu pequeno amor agora está voando alto com os anjos acima", escreveu.

A morte de Jose Flores foi confirmada pelo tio Christopher Salazar, conforme noticiou o Washington Post. O menino havia recebido um prêmio, horas antes do tiroteio. Ele adorava jogar beisebol e foi descrito como "muito inteligente". "Ele não era uma criança que causava problemas", disse o tio.

A familia de Annabell Guadalupe Rodriguez e Ellie Lugo confirmaram a morte das meninas, horas após afirmarem que elas haviam desaparecido. Os pais de Ellie a descreveram como uma "boneca" e como "a criança mais feliz do mundo."

A morte de Navaeh Brown também foi confirmada pelas redes sociais.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Grupo Diario de Pernambuco