Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

LANÇAMENTO

Tereza Costa Rêgo ganha coletânea e exposição sobre sua trajetória

Publicado em: 19/01/2022 19:59 | Atualizado em: 20/01/2022 11:33

Liberdade em vermelho é o título da coletânea e da exposição sobre a trajetória da emblemática modernista (Divulgação)
Liberdade em vermelho é o título da coletânea e da exposição sobre a trajetória da emblemática modernista (Divulgação)

Uma das mais emblemáticas figuras do modernismo pernambucano, Tereza Costa Rêgo ganha uma coletânea de textos elaborados por seus profundos conhecedores, entre artistas, curadores e admiradores, além de fotografias de suas criações. Intitulado A liberdade em vermelho, o livro é editado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) e será lançado nesta quinta-feira, às 19h, no Museu do Estado de Pernambuco (Mepe).

O título conta com colaboração de nomes como Raimundo Carrero, João Câmara, Clarissa Diniz, Marcus Lontra, Denise Mattar, Cida Pedrosa, Ana Mae Barbosa e Bruno Albertim, que também é curador, ao lado de Marcos Lontra, de uma exposição da artista que estará montada no espaço. A obra também conta com textos de amigos e da própria Costa Rêgo, falecida em 2020.

Tereza Costa Rêgo fez parte da movimentação modernista das artes plásticas que teve como um certo núcleo um grupo de amigos da Escola de Belas Artes, que inclui nomes como Francisco Brennand, Aloísio Magalhães e Reynaldo Fonseca, além de  Vicente do Rego Monteiro e Lula Cardoso Ayres, professores da instituição. Durante sua trajetória artística, sua obras foram povoadas por sinhazinhas, mulheres despidas, uma forte verve regionalista. Já em sua vida pessoal, esteve ligada diretamente ao eventos políticos do país, incluindo a história de amor com Diógenes de Arruda Sampaio, dirigente do Partido Comunista Brasileiro, incluindo uma entrada na clandestinidade e o exílio no Chile, Europa e China durante a ditadura.

O título se soma à biografia escrita por Albertim, também publicada pela Cepe em 2018, batizada de Tereza Costa Rêgo: Uma mulher em três tempos. Já a exposição contará com 47 obras da artista, além de mobiliário e objetos pessoais, ocupando 607 metros quadrados do museu. A mostra é feita pela Cepe Editora em parceria com a Secult/Fundarpe e o Mepe.

“Ela queria muito ver sua obra exposta em grandes museus do Brasil. Com seu falecimento, surge a necessidade de adicionar um caráter biográfico à mostra”, declara Bruno, em comunicado divulgado à imprensa. 

Serviço

Lançamento do livro e da exposição A liberdade em vermelho
Quando: 20 de janeiro
Onde: Museu do Estado de Pernambuco (Mepe)
Horário: 19h30
Preço: R$ 250 (livro impresso)

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco