Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

TESTAGEM

Procon Recife constata variação de até 156% nos preços de testes de Covid-19

Publicado em: 27/01/2022 20:33

 (Foto: Thomas Kienzle/AFP.)
Foto: Thomas Kienzle/AFP.
Para coibir e detectar possíveis valores abusivos na cobrança dos preços nos testes de Covid-19, o Procon Recife deu continuidade ao monitoramento semanal de fiscalização em estabelecimentos localizados na capital pernambucana. A equipe de fiscalização percorreu, nos dias 24, 25 e 26,  bairros como Areias, Cordeiro, Derby, Espinheiro, Paissandu, Graças, Ibura, Ilha do Leite, Jaqueira, Jardim São Paulo, Parnamirim, Soledade e Torre, levantando os preços praticados por cada estabelecimento. Os estabelecimentos e respectivos valores podem ser verificados no site do Procon Recife procon.recife.pe.gov.br.

Nesta semana, foram fiscalizados novos laboratórios, clínicas e farmácias, totalizando 23 estabelecimentos, quando se constatou que os valores cobrados pelos principais exames para diagnosticar o vírus variavam de acordo com a rede de farmácia e laboratório. Foi verificado, por exemplo, que o preço cobrado pelo teste rápido de Antígeno( SWAB nasofaringe) variava entre R$ 99,00 e R$ 200,00, uma diferença de 102% no valor de um local para o outro. Já o menor valor cobrado pelo RT-PCR pôde ser encontrado por R,00 e o maior valor cobrado chegou a R,00, uma variação de 156%. 

Similar ao exame de biologia molecular RT-PCR, o teste rápido de antígeno também é feito através da coleta de material biológico da nasofaringe (nariz e garganta) do paciente com swab nasal. A diferença é que o resultado, ao contrário do RT-PCR, é entregue em, aproximadamente, 15 minutos. Assim como os testes moleculares de RT-PCR, o de antígeno também detecta a doença em sua fase aguda, quando a infecção está ativa e há maior risco de transmissão. 

De acordo com o secretário-executivo do Procon Recife, Pablo Bismack, o aumento no número de casos de covid-19 está fazendo com que a procura por testes também cresça e por isso é importante pesquisar e buscar o estabelecimento que ofereça o melhor preço. "O monitoramento está sendo realizado semanalmente e, mesmo sabendo da procura intensa e escassez de alguns insumos, o Procon Recife poderá notificar, numa segunda fase, as empresas com maior variação para que justifiquem os valores dos preços dos testes", explica o secretário, acrescentando que as empresas têm autonomia para a cobrança de preços, e cabe ao Procon Recife verificar a presença de abusividade nos valores praticados.

O Procon Recife orienta o consumidor a pesquisar os valores que estão sendo cobrados pelos mesmos exames e, ao se deparar com alguma irregularidade, denunciar, ressaltando que o monitoramento dos valores dos testes continua nas próximas semanas.  O consumidor pode acionar o Procon Recife pelo site procon.recife.pe.gov.br, pelos e-mails procon@recife.pe.gov.br (dúvidas) e denunciaproconrecife@recife.pe.gov.br (denúncias) e também pelo 0800 281 1311, das 8h às 14h.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco