Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

COVID-19

Ministério da Saúde vai incorporar CoronaVac na campanha de vacinação infantil

Publicado em: 21/01/2022 14:45

 (crédito: Governo de SP)
crédito: Governo de SP
O Ministério da Saúde irá incorporar a vacina contra a Covid-19 CoronaVac na campanha de vacinação de crianças. A decisão foi comunicada nesta sexta-feira (21) pelo secretário-executivo da Saúde, Rodrigo Cruz, em conversa com jornalistas. Mais cedo, a pasta procurou o Instituto Butantan, produtor da vacina no Brasil, para verificar quantas doses do imunizante estão disponíveis para entrega. 

A pasta possui 6 milhões de unidades da CoronaVac no estoque, que já podem ser distribuídas aos estados para a vacinação infantil. No entanto, antes de enviá-las, o Ministério da Saúde pretende consultar os estados. "A ideia é ver com os estados quantas (doses) têm na rede estadual e municipal para que a gente faça uma distribuição mais equânime dessas doses. Inclusive, solicitar que eles nos informem se têm desejo de receber ou não a CoronaVac e a Pfizer. A partir daí, vamos distribuir os 6 milhões de doses do nosso estoque", disse o secretário-executivo.

Depois desse processo de envio de doses do estoque do ministério, a pasta poderá ter uma ideia se será necessária a compra de mais imunizantes com o Butantan. "Se for o caso, a gente pode efetivar alguma compra da CoronaVac. A gente está disposto a negociar", indicou Cruz. 

Mais cedo, o Butantan respondeu ao Ministério da Saúde que possui 7 milhões de doses para pronta entrega. Além disso, o instituto começou a fornecer para o governo de São Paulo outros 8 milhões de doses, que já estão sendo repassados aos 645 municípios paulistas.

Nessa quinta-feira (20), a CoronaVac foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicada em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. O estado de São Paulo vacinou a primeira criança no mesmo dia, horas depois do aval do órgão regulador. O pequeno Caetano de Jesus Martins Moreira, de nove anos, foi a primeira criança brasileira a receber o imunizante produzido pelo Instituto Butantan. “Inclusive, eu tomei a vacina da gripe recentemente. É só uma picada”, disse o garoto, em um evento simbólico realizado em uma escola estadual na capital paulista. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ataque a tiros em escola nos EUA deixa 21 mortos
Para OMS, varíola do macaco ainda pode ser contida
Manhã na Clube: Henrique Queiroz Filho (PP), Edno Melo (Republicanos) e André Morais (CORECON-PE)
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Grupo Diario de Pernambuco