Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

CIÊNCIA

Bebês sabem em quem confiar com base em quem compartilha saliva

Publicado em: 21/01/2022 09:26

 (Foto: Pixnio/Reprodução)
Foto: Pixnio/Reprodução
Em que podemos confiar? Para bebês e crianças a resposta para esta pergunta pode estar na saliva. Isso porque, os pequenos associam o compartilhamento de saliva àquelas pessoas que têm um relacionamento forte e a obrigação de ajudar uma a outra.

Pelo menos é isso que aponta um novo estudo feito por neurocientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts  (MIT) e publicado nesta quinta-feira (20) na Science. Segundo a pesquisa, os bebês aprendem na observação e por isso eles entendem que pessoas que se beijam, compartilham comida ou têm outras interações que envolvem o compartilhamento de saliva são muito próximas e por isso confiáveis.

Para chegar a conclusão, os pesquisadores analisaram o comportamento de bebês de 8 a 10 meses e crianças de 1 e quatro meses a 1 e meio. No experimento, eles simularam que uma marionete compartilhou uma laranja com um adulto. Em seguida, a mesma marionete brincou com uma bola com um outro adulto.

Após isso, eles colocaram o boneco simulando que estaria angustiada entre os dois adultos. Os cientistas já sabiam, de estudos anteriores, que os bebês olhariam para quem eles esperavam que ajudasse a marionete. E como imaginado, os pequenos olharam para a pessoa que tinha compartilhado a laranja.

Em uma outra simulação, o adulto colocou o dedo dentro da boca dele e depois dentro da boca do boneco. Em seguida, outro adulto colocou o dedo na testa dele e depois na do boneco. Na simulação de perigo, mais uma vez os bebês olharam para o adulto que tinha compartilhado saliva.

Os primeiros testes foram feitos antes da pandemia de covid-19. Após o início da pandemia, os cientistas repetiram os testes pelo Zoom e os resultados foram os mesmos. O que para eles indica que as medidas de higiene adotada pela pandemia não alterou o extinto dos bebês.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco