Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

INGLATERRA

Projétil em ânus de homem faz hospital acionar esquadrão antibombas

Publicado em: 03/12/2021 22:09

Esquadrão Anti Bombas é acionado em Hospital na Inglaterra após atender um paciente com um projétil de artilharia introduzido no reto (Foto: Reprodução/The Sun)
Esquadrão Anti Bombas é acionado em Hospital na Inglaterra após atender um paciente com um projétil de artilharia introduzido no reto (Foto: Reprodução/The Sun)
Na última quarta-feira (1º), a equipe do Hospital Real de Gloucestershire, na Inglaterra, precisou acionar o esquadrão antibomba após a admissão de um paciente com um projétil de artilharia dentro do ânus.

As informações são do jornal britânico The Sun. O projétil fazia parte da coleção de itens militares do homem e, durante a limpeza dos objetos, a vítima teria colocado a munição no chão. Em seguida, ele teria escorregado e caído em cima do objeto, que tinha 17 cm de comprimento e 6 cm de largura, por acidente. 

Como os médicos não tinham conhecimento sobre o projétil ao iniciar o atendimento ao homem eles decidiram acionar o esquadrão antibombas para ajudá-los. O medo era que o projétil explodisse.

A participação de uma equipe do Regimento de Descarte de Artilharia Explosiva na retirada do objeto foi confirmada pelo Ministério da Defesa da Inglaterra. A polícia também registou a ocorrência como o caso "de um paciente com munição no reto".

"Como acontece com qualquer incidente envolvendo munições, os protocolos de segurança relevantes foram seguidos para garantir que não houvesse risco para pacientes, funcionários ou visitantes", disse um porta-voz do hospital.

De acordo com um integrante do 11º Regimento de Descarte de Artilharia Explosiva, o objeto é apenas um pedaço de metal inerte, que não representava risco de vida. "Era um pedaço de chumbo pontudo e grosso, projetado para atravessar um tanque", disse. O paciente teve alta e deve ter uma recuperação rápida. De acordo com o jornal, o maior risco que ele correu foi de que o projétil perfurasse seu intestino.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras (PT), Frederico Menezes e Marlon Malassa
Grupo Diario de Pernambuco