Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

FAKE NEWS

CPI pedirá banimento de Bolsonaro das redes sociais, diz Randolfe

Publicado em: 25/10/2021 16:34

 (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
)
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
O senador e vice-presidente da CPI da Covid-19, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que o colegiado vai solicitar o banimento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) das redes sociais, após chamar o mandatário de “delinquente contumaz” e citar declarações do chefe do Executivo, que criou uma relação falsa entre as vacinas contra a Covid-19 e a Aids.

Temos um delinquente contumaz na Presidência da República! Informo que incluiremos, no relatório da CPI, a fala mentirosa e absurda de Bolsonaro associando a vacina contra a Covid-19 à Aids", disse o senador.

Randolfe afirmou, ainda, vão encaminhar um “ofício ao Ministro Alexandre de Moraes, pedindo que Bolsonaro seja investigado por esse absurdo no âmbito do inquérito das fake news e recomendaremos às plataformas de redes sociais a suspensão e/ou o banimento do Presidente”.

Remoção de Live

O Facebook removeu o vídeo da transmissão ao vivo realizada por Bolsonaro na última quinta-feira, quando o presidente mentiu sobre vacinas contra Covid-19 causarem Aids. Nesta segunda-feira (25), Bolsonaro continuou mentindo para tentar justificar sua atitude e culpar a imprensa. 

“Na segunda-feira (18), a revista Exame fez uma matéria sobre vacina e Aids. Eu repeti essa matéria na minha live e a Exame falou de Fake News. Foi a própria Exame que falou da relação de HIV com vacina. Eu apenas falei sobre a matéria da revista Exame. E dois dias depois a Exame me acusa de ter feito Fake News sobre HIV e vacina. A gente vive com isso o tempo todo… certos órgão de imprensa são fábricas de Fake News”, disse Bolsonaro.

“Quando eu erro, já errei no ano passado, eu me desculpo. Vocês também erram também, às vezes dão um número equivocado e no dia seguinte vocês retificam (…) Agora, comigo não. Mas tudo bem. Não vou dizer que faz parte da regra do jogo porque faz parte da regra do jogo deles, do meu não. Eu não ajo desta maneira. Nós queremos sempre a verdade. Dói. É mais difícil você enfrentar a verdade”, completou o presidente.
 
A reportagem da Exame, contudo, foi publicada em 2020 e não afirmava haver relação entre a Aids e as vacinas, somente que ela chegou a ser investigada em pesquisas e, até aquele momento, não havia evidência alguma de riscos causados pelas vacinas relacionados ao vírus HIV e ao desenvolvimento da Aids.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Brasil descarta exigir passaporte sanitário
Erupção de vulcão na ilha de Java deixou 34 mortos
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT/PE), Almir Mattias e Renata Berenguer
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Grupo Diario de Pernambuco