Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

ACIDENTE

Assistente que entregou arma a Baldwin foi demitido de outra produção por incidente com pistola

Por: AFP

Publicado em: 25/10/2021 19:28 | Atualizado em: 25/10/2021 22:03

 (Foto: AFP)
Foto: AFP
Dave Halls, o assistente de direção que entregou ao ator Alec Baldwin a arma que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins foi demitido em 2019 de outra produção por um incidente com uma pistola, informou um produtor deste filme nesta segunda-feira (25).

Hutchins, de 42 anos, morreu na quinta-feira no hospital aonde foi levada de helicóptero depois de ter sido ferida no set durante as filmagens de "Rust" no Novo México.

Halls, segundo a emissora NBC News, tem uma reputação negativa por omitir práticas de segurança, e foi "demitido do set de 'Freedom's Path' em 2019, depois que um membro da equipe sofreu um ferimento leve quando uma arma disparou de forma inesperada", disse à AFP um produtor deste filme que ainda não estreou.

"Halls foi retirado imediatamente do set depois que a arma cenográfica foi disparada. A produção não voltou a filmar até que Dave estivesse fora da locação. Foi feito um relatório do incidente naquela ocasião", acrescentou o produtor de "Freedom's Path".

As autoridades investigam o caso, sobre o qual não foram apresentadas acusações contra ninguém. Mas o foco está em quem manipulou a arma que matou Hutchins.

Segundo testemunhos coletados nas declarações sob juramento pelos investigadores, o assistente de direção foi quem entregou a arma a Baldwin, avisando que estava "fria", um jargão cinematográfico para dizer que a pistola estava descarregada.

No entanto, o diretor do filme, Joel Souza, disse em seu depoimento que "não estava certo" se a arma tinha sido revista novamente após uma pausa da equipe para o almoço.

Souza explicou que Baldwin estava ensaiando uma cena em que apontava a arma cenográfica para a lente da câmera quando atirou na diretora de fotografia, segundo os novos detalhes da tragédia divulgados pelo gabinete do xerife de Santa Fe, encarregado das investigações.

O diretor do filme, Joel Souza, que estava em pé atrás de Hutchins quando a arma foi disparada, disse ter ouvido algo que "soou como um chicote e depois um estalo forte", segundo o documento judicial ao qual a AFP teve acesso.

Depois do disparo, Hutchins "segurou o abdômen" e disse que não sentia as pernas, contou o diretor, acrescentando que ela "começou a tropeçar para trás" e foi "ajudada a cair no chão".

O cinegrafista Reid Russell, que estava de pé ao lado de Souza e Hutchins, disse que Baldwin estava "tentando explicar como ele ia tirar a arma e onde estaria seu braço quando a sacasse".

"Reid não tinha certeza de porque a arma foi detonada e só lembrava do forte ruído", diz o depoimento.

O disparo não foi filmado porque a equipe estava preparando a cena", disse o cinegrafista.

"Negligência"
A armeira do filme, Hannah Gutiérrez-Reed, de 24 anos, foi quem preparou a arma e a colocou em um carro com outras duas armas. Depois do disparo, ela resguardou a pistola, coletou os cápsulas detonadas e as entregou à polícia.

O chefe de eletricidade do filme disse que segurou Hutchins nos braços enquanto agonizava, em uma postagem enfurecida no Facebook argumentando que sua morte foi resultado de "negligência e falta de profissionalismo".

"Não há como uma jovem de 24 anos ser um profissional em armas", escreveu Serge Svetnoy, acrescentando que "profissionais são pessoas que passaram anos nos sets, que conhecem esse trabalho de A a Z".

"Rust" foi apenas o segundo filme de Gutierrez-Reed como encarregada pelas armas. Ela é filha do veterano de Hollywood no setor Thell Reed, cujos títulos incluem "Django Livre".

Após o incidente, Gutierrez-Reed apagou seus perfis nas redes sociais.

O armeiro tem sob sua responsabilidade entregar e manter as armas seguras no set. Mas o portal de entretenimento The Wrap reportou nesta segunda-feira que membros da equipe de "Rust" usaram as armas horas antes do incidente.

"Vários membros da equipe pegaram as armas cenográficas do set do western 'Rust' em Novo México, inclusive a que matou Hutchins, para praticar tiro ao alvo com balas reais em latas de cerveja", noticiou o portal, citando fontes anônimas.

Os produtores de 'Rust' não responderam aos pedidos da AFP para fazer comentários.

Enquanto isso, a esposa de Alec Baldwin foi às redes sociais expressar seu pesar pelo ocorrido.

"Meu coração está com Halyna. Seu marido. Seu filho. Sua família e seus entes queridos. E meu Alec. Diz-se que 'não há palavras' porque é impossível expressar o choque e a dor por um incidente tão trágico. Coração partido. Perdida. Apoio", escreveu Hilaria Baldwin.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Brasil descarta exigir passaporte sanitário
Erupção de vulcão na ilha de Java deixou 34 mortos
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT/PE), Almir Mattias e Renata Berenguer
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Grupo Diario de Pernambuco